Na lista dos três vereadores mais votados está o estreante Cassio Luiz - Fala Pira (PL), que teve 3.814 votos e os já parlamentares Paulo Campos (Podemos) com 3.627 votos e Ary Pedroso (Solidariedade), com 3.063 votos. (Foto: Claudinho Coradini)

Com o primeiro turno das eleições municipais concluído no domingo, a Câmara de Vereadores de Piracicaba terá uma renovação de 56,5% no número de parlamentares eleitos. Dos 23 ocupantes de cadeiras para a próxima legislatura, dez deles foram reeleitos e 13 vereadores irão compor a Câmara na legislatura que vai de 2021 a 2024. (veja gráfico nesta página).

Na lista dos três vereadores mais votados está o estreante Cassio Luiz – Fala Pira (PL), que teve 3.814 votos e os já parlamentares Paulo Campos (Podemos) com 3.627 votos e Ary Pedroso (Solidariedade), com 3.063 votos.

Pela primeira vez na Câmara de Piracicaba, quatro mulheres foram eleitas no mesmo pleito para uma mesma legislatura.

MULHERES

De acordo coma s informações da Casa, na história do Legislativo, apenas 13 mulheres foram eleitas vereadoras. As recém-eleitas são Alessandra Bellucci (Republicanos), Ana Lucia Pavão (PL), Raimunda de Almeida (PT), que volta a assumir uma cadeira no Legislativo. Seu primeiro mandato foi em 1989, o qual permaneceu na Casa de Leis por duas legislaturas, e Silvia Morales (PV). Já os parlamentares reeleitos foram Paulo Campos (Podemos), Ary Pedroso Jr. (Solidariedade), Paulo Henrique Paranhos (Republicanos, Laércio Trevisan Jr. (PL), Wagner Oliveira, o Wagnão, Gilmar Rotta e Aldisa Vieira Marques, o Paraná, ambos do Cidadania, e os tucanos André Bandeira, Pedro Kawai e Rerlison Rezende, o Relinho. Para o ex-presidente da Câmara de Vereadores de Piracicaba, Matheus Erler ( PSDB ) a alternância faz parte do processo democrático. O parlamentar aponta que o Brasil vem passando por um momento de transição política. “A renovação, sobretudo nas Casas Legislativas, vem ocorrendo na última década”, observou o parlamentar, que conclui o seu segundo mandato na Casa. Ele foi presidente por duas ocasiões: de 2015 a 2016 e de 2017 a 2018. Erler tentou a reeleição neste ano, mas não conseguiu uma cadeira. Ele obteve 1.252 votos.

POSSE DOS ELEITOS

Os vereadores eleitos irão tomar posse no dia 1º de janeiro de 2021, juntamente com o prefeito e o vice-prefeito eleitos. Nestas eleições, Piracicaba vai passar por segundo tuno pela segunda vez em sua história política. A primeira foi em 2004. A escolha do prefeito que vai ocupar o cargo de chefe do Executivo acontece dia 29 de novembro, entre o atual prefeito Barjas Negri (PSDB) e o candidato Luciano de Almeida (DEM).

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

12 − 8 =