Vereador Marcos Abdala (REP), por meio de projeto de resolução, quer comissão para apurar falhar na coleta de lixo. (Foto: Claudinho Coradini/JP)

O vereador Marcos Abdala (Republicanos) protocolou um projeto de resolução na Câmara de Vereadores solicitando a formação de uma Comissão de Estudos para avaliar os problemas relacionados à coleta de lixo de Piracicaba.

O parlamentar informou que diariamente é procurado por moradores que reclamam da não coleta de lixo em seus bairros, o que segundo ele tem provocado transtornos e risco à saúde pública.

Abdala lembra que em março, por exemplo, a empresa Piracicaba Ambiental – responsável pela coleta de lixo na cidade – atrasou o pagamento dos funcionários, o que acarretou a justa paralisação temporária de seus trabalhadores. E o problema vem se arrastando desde então.

“Hoje, os moradores já não têm certeza da realização da coleta em seus dias programados – rua a rua / bairro a bairro. O que impera é a incerteza. A dona de casa coloca o seu lixo na rua, e não sabe se ele irá ou não ser coletado”, afirmou o republicano.

Segundo o autor da proposta, a Piracicaba Ambiental já lançou, ao menos um informativo sobre o problema, justificando o atraso verificado na passagem dos caminhões até em virtude de atrasos no fornecimento de combustível que abastece os caminhões.

De acordo com o parlamentar, na época, agosto deste ano, a concessionária assumiu o compromisso de regularizar o trabalho, mas segundo ele isso não vem ocorrendo, comprovadamente. “Ainda todos nós, vereadores, recebemos reclamações diárias”, acrescentou.

De acordo com o projeto de resolução, caberá à comissão ouvir servidores municipais, além dos responsáveis técnicos da empresa para esclarecimentos se fizerem necessários.

Os três membros que farão parte da comissão poderão convocar ou convidar pessoas físicas e jurídicas, que possam contribuir para ampliar o conhecimento sobre o problema. Ao final, a comissão vai elaborar relatório final e encaminhar para apreciação do plenário da Câmara e torná-lo público, com possíveis proposituras que venham a ser consideradas oportunas com os devidos pedidos de providências cabíveis.

Beto Silva
[email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

um × 3 =