Campanha arrecada verba para custear equipe de enfermagem 24 horas à criança de 3 anos

Foto: Amanda Vieira/JP

Médicos já fizeram vários exames e não descobriram nenhum diagnóstico, afirma mãe de Breno

Breno Santos Costa, de apenas três anos, tem uma doença ainda não identificada. “Ele é todo molinho, não senta, não vira, não fala. Os médicos já fizeram vários exames e não descobriram nenhum diagnóstico”, relata a mãe, Elisangela Ribeiro da Costa. A criança fazia uso de uma equipe de enfermagem que o atendia de forma domiciliar 24h por dia, mas esse benefício foi cortado pela Justiça.

“Disseram que o Breno não precisa mais desse atendimento. Toda a responsabilidade ficou comigo e aprendi o básico para cuidar do meu filho, mas não sou profissional de saúde. Já aconteceu dele ter parada cardíaca em casa e se algo nesse sentido acontecer novamente, eu não sei como socorre-lo”, lamenta. Enquanto recorre da decisão, a família criou um financiamento coletivo online para arrecadar verba com o objetivo de pagar o atendimento por conta própria em um período mínimo de três meses, visto que não há previsão para que o atendimento domiciliar gratuito retorne. Breno respira por Bipap (compressor de ar que simula uma respiração espontânea), tem mais de 40 convulsões ao dia e se alimenta por sonda.

Elisangela reforça “Ele necessita de vários cuidados especiais como aspiração da traqueostomia, alimentação por sonda e curativos. Também acaba vomitando com frequência, então precisa ser monitorado o tempo todo. Não posso trabalhar. Não posso deixá-lo sozinho”.

Interessados em colaborar podem fazer doações em dinheiro por meio do link: https://vaka.me/2530555 ou PIX: 19987211500 (Elisângela).

Breno realiza por meio de processo judicial, tratamento com canabidiol, produto químico aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) derivado da planta conhecida como maconha ou cânhamo, que tem sido empregado para alguns pacientes com epilepsia. O Jornal de Piracicaba acompanhou o caso em outubro do ano passado.

A equipe do JP também noticiou, na última quarta-feira (24) que a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo aprovou requerimento de urgência para tramitação acelerada do Projeto de Lei 1180/2019, de autoria do deputado Caio França (PSB), que institui uma política de fornecimento gratuito de medicamentos à base de canabidiol e outras substâncias semelhantes, na rede pública estadual.

A proposta também tem o objetivo de adequar o uso da cannabis medicinal aos padrões de saúde pública estadual e facilitar o acesso de pacientes a esses medicamentos.

Laís Seguin
[email protected]

LEIA MAIS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

um − um =