Cáritas vai distribuir 3 mil cestas básicas às famílias de reeducandos

Informações para saber se tem direito pelo 97404-9688 (Foto: Claudinho Coradini/JP)

De setembro a novembro, o projeto “Família em casa, alimento na mesa” do Centro Social Cáritas vai atender mil famílias de pessoas que cumprem pena de prestação de serviços à comunidade, egressos do sistema prisional, reeducandos da Penitenciária Masculina e reeducandas do Centro de Ressocialização Feminino de Piracicaba. Parte do projeto foi financiado com o apoio de um doador mediado pelo Instituto Ação Pela Paz e com uma verba destinada pela Vara de Júri e Execução Criminal da Comarca de Piracicaba.

Para evitar duplicidade do benefício, que também é oferecido pelo Banco de Alimentos do Fundo Social de Solidariedade de Piracicaba, Bruno Campos, coordenador do Centro Social Cáritas, explica que a lista das famílias que estão no cadastro de visitas dos detentos foi cruzada com a lista daquelas já cadastradas nos Cras (Centro de Referência de Assistência Social). “Para não ter duplicidade de entrega, por exemplo essa família pegar com o Centro Social Cáritas e depois pegar em algum Cras”, comenta Campos.

Campos lembra ainda que o projeto não vai atender famílias que tiverem parentes cumprindo penas em unidades fora de Piracicaba. A porta de entrada para o cadastro das famílias que vão participar do projeto é a Unidade de Atendimento de Piracicaba e para saber se tem direito a receber a cesta básica, a orientação é enviar uma mensagem para o WhatsApp (19) 974049688 com informações sobre o familiar (nome completo, RG, CPF, data de nascimento e endereço) e sobre o reeducando (nome completo, número de matrícula e unidade prisional).

As orientações sobre o dia e horário da retirada das cestas básicas serão passadas para as famílias pelos participantes do projeto. Para facilitar a logística, Campos informou que os locais para retirada serão dois: o Centro Social Cáritas (rua Santa Helena, 358, Pauliceia) para as famílias que moram na região da Pauliceia e as que moram na região da Vila Rezende, Mário Dedini, Bosques do Lenheiro e Santa Terezinha vão retirar no coreto da praça Imaculada Conceição, na Vila Rezende.

Além de Campos, o projeto é coordenado pela Ana Regina Pereira e Joselaine Aparecida Campos. Com os recursos já arrecadados por meio do Instituto Ação Pela Paz e pela Vara de Júri e Execução Criminal, o projeto já conseguiu comprar 2 mil cestas básicas, segundo informou Campos. A partir de agora, o grupo trabalha para encontrar novas parcerias. Pessoas físicas, entidades ou empresas interessadas em contribuir podem contatar o Centro Social Cáritas pelos telefones (19) 3434-2294 e (19) 974049688.

O projeto faz parte da campanha “Conte Comigo”, realizada pela Coordenadoria de Reintegração Social e Cidadania, que já beneficiou mais de 130 famílias atendidas pela Central de Penas e Medidas Alternativas e pela Central de Atenção ao Egresso e Família de Piracicaba.

Andressa Mota