Carlos ABC leva “Guardador de Rebanhos” a Portugal

Artistas encontram novas maneira de promover a arte (Foto: Claudinho Coradini/JP)

Nos mesmos passos de Romualdo Sarcedo, o ator e diretor de teatro Carlos ABC é mais um nome ilustre da cultura piracicabana que levará – online – um espetáculo a Portugal, com transmissão simultânea para demais países de língua portuguesa. No dia 29 deste mês, às 18h (horário de Brasília) ele apresentará o solo “Guardador de Rebanhos” na plataforma de streaming da Teia 19 (facebook.com/TEIA19).

“Guardador de Rebanhos”, conta ABC, foi enviado e aprovado pelo coletivo português Teia 19 para participar do projeto de lives teatrais. Uma vez aceito, entrou oficialmente na agenda para ser apresentado. Durante a apresentação, as pessoas podem fazer doações voluntárias, de qualquer quantia, que vai diretamente para o artista que se apresentou, para suprir as necessidades por conta da paralisação dos trabalhos por causa da pandemia da covid-19.




Para o ator e diretor, esta é uma boa oportunidade de mostrar seu trabalho de ator para outros países de língua portuguesa. “É um texto que gosto muito do Alberto Caeiro, pseudônimo de Fernando Pessoa. E é uma oportunidade de fazer alguma coisa durante a quarentena”. Ele comentou também sobre a doação. “Neste momento em que nós artistas estamos totalmente parados, seremos os últimos a voltar, também soma”.

“Guardador de Rebanhos” já é apresentado há algum tempo por ABC. “É um texto que adoro, faço com paixão. É um solo que nunca consegui parar de fazer. Sempre aparece uma oportunidade para apresentá-lo”.

Ele conta que está sozinho em casa e, sem muita aptidão no mundo digital, esta será a primeira ação dinâmica durante o isolamento social. “É um projeto bacana que resgata os artistas que cumprem a quarentena. Estava com espetáculo que fala de uma atriz de Piracicaba, que fez sucesso nos anos 20 por todo o Brasil. A ideia era viajar, apresentar em outras cidades”.

Também criava um texto/espetáculo para a Casa do Amor Fraterno, Colégio Atlântico e para a Cia das Artes, ele revela. “Além de escritas rotineiras, sem perspectiva de montagem”.

No entanto, mesmo em quarentena, ABC consegue dar continuidade em um projeto em especial, iniciado antes da pandemia. “É o livro da Tereza Silva Martins de Carvalho escreve sobre minha biografia, minha vida com as artes. Este livro está agendado para ser lançado em agosto deste ano – talvez tenha um atraso. Então eu trabalho com ela lembrando de fatos que acontecerem comigo no teatro, na infância, família. Mando texto e fotos para ela escrever”.

Erick Tedesco