Cavalo é socorrido em Piracicaba após receber várias facadas em todo o corpo

Foto: Divulgação

A protetora de animais, Thathy Freitas, socorreu um cavalo na manhã deste domingo (01), após tomar ciência de que ele havia sido esfaqueado. O cavalo foi socorrido, precisou de seis litros de soro e segue ainda em recuperação.

O proprietário conta que possui três cavalos e que os deixa num pasto do bairro Campestre, próximo à sua residência, na rua Coronel Fabriciano. O local, segundo ele, é um terreno de propriedade da prefeitura. Ocorre que alguém foi até o local e desferido cerca de dez facadas em um de seus cavalos. Como o cavalo não morreu, os proprietários pediram ajuda à protetora Thathy Freitas.

“A gente conseguiu levar ao local um veterinário especializado em animais de porte grande para realizar os primeiros atendimentos”, conta Freitas. “Além do medicamento, o animal tomou seis litros de soro visto que estava bastante desidratado. Mais um pouco que a situação piorasse, ele dificilmente viveria. Após o atendimento, orientamos a proprietária do animal a registrar um boletim de ocorrência.”

O boletim de ocorrência foi registrado pelo proprietário às 13h04 desta segunda-feira (02). O delegado Daniel Pinho da Torre, ao tomar ciência do ocorrido, registrou o caso como crime ambiental, conforme rege o artigo 32 da Lei 9.605/98.

O dono do cavalo informou, ainda, que o animal está em tratamento acompanhado por um veterinário.

A protetora lembra que animais de grande porte exigem um local apropriado e seguro. “Além do custo alto para manter esse tipo de animal, é necessário uma constante assistência veterinária. Às vezes, quando um episódio dessa natureza ocorre, o animal acaba sofrendo demais por conta da proprietária não ter condições de mantê-lo, por isso é necessário essa conscientização”, frisa.

Até o momento da publicação desta reportagem, o indivíduo responsável por desferir as facadas no animal ainda não foi identificado.

DOAÇÕES — Quem quiser colaborar com a protetora Thathy Freitas em prol da luta em defesa dos animais, pode ajudá-la com qualquer valor por meio do PIX: 267.356.498-50.

Foto: Divulgação

Rafael Fioravanti | [email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

vinte − 12 =