Cemitérios de Piracicaba permanecem fechados até o domingo

Cemitérios não vão receber visitas neste Dia das Mães: Claudinho Coradini/JP

A exemplo do que ocorreu no ano passado, os cemitérios públicos e privados de Piracicaba estarão fechados para visitação neste final de semana, quando se comemora – no domingo – o Dia das Mães. A prefeitura informou ontem que os cemitérios públicos da Saudade, Vila Rezende e Ibitiruna e o privado da Ressurreição ficarão fechados até o próximo domingo. A medida, segundo a administração municipal, tem por objetivo  evitar a aglomeração de pessoas e é amparada pelo decreto municipal 18.696, que prorrogou até o domingo  as restrições para o combate à pandemia do coronavírus, seguindo o Plano São Paulo, do Governo do Estado.

De acordo com a Sedema (Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente), responsável pela gestão dos cemitérios municipais, a data do Dia das Mães é a segunda mais movimentada do ano – a primeira é Finados – e atraía, antes da pandemia, cerca de 30 mil visitantes.

Neste momento, os cemitérios funcionam apenas para sepultamentos, exumações e velórios. A reabertura depende do avanço de fase da região de Piracicaba no Plano São Paulo, que é determinado pelo Governo do Estado de São Paulo, conforme informou ontem a prefeitura.

A necessidade de manter fechados os cemitérios é reforçada pelo médico e coordenador do Departamento de Atenção Básica do município, Luís Fernando Nunes Barbosa, que atua no atendimento a pacientes com covid-19.

“O Departamento de Atenção Básica reconhece a necessidade que as pessoas têm de ir ao cemitério em datas especiais e prestar uma homenagem aos entes falecidos, no entanto, o momento não nos favorece já que ainda temos um grande número de casos da covid-19 na cidade”, afirmou.

“Apesar de todos os esforços, a ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) ainda nos coloca em alerta, bem como a transmissibilidade do coronavírus também nos preocupa. Não podemos baixar a guarda e devemos evitar grandes aglomerações”, reforça Barbosa”, acrescentou o coordenador.

Beto Silva

[email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

três × 3 =