Central Única das Favelas faz entregas de cestas básicas

Voluntários entregam, cestas básicas e cosméticos (Divulgação)

Moradores das comunidades do Caiubi e Alto da Esperança receberão cestas básicas e 300 produtos da empresa Genomma, que detém a marca Cicatricure. A iniciativa é da Cufa (Central Única das Favelas) de Campinas e Região Metropolitana, que também entrega mais de 6 mil roupas e sapatos doados pela Renner, e faz o atendimento a mais de 2 mil mães solos e gestantes com a contribuição R$ 240. Além de Piracicaba, os voluntários estão percorrendo comunidades carentes dos municípios de Artur Nogueira, Cosmópolis, Valinhos, Hortolândia e Paulínia.
O coordenador de Piracicaba da Cufa, Herold Eugênio, disse que a iniciativa também tem o objetivo de melhorar a autoestima das mulheres, mesmo diante das dificuldade desse período de pandemia da covid-19. “O apoio dos nossos parceiros nos auxiliam são muito gratificantes”, disse Eugênio. “Durante nossas ações encontramos famílias com dificuldades e com quase nada em casa. Para quem doa pode ser pouco, mas para quem recebe, com certeza, é muito”, completou Eugênio.
Antes das entregas, os voluntários da Cufa realizam um mapeamento das cidades, com o objetivo de identificar os bairros mais carentes.
Segundo ele, independente se as pessoas moram em barracos ou em casas de alvenaria, os voluntários, na maneira do possível, tentam ajudar as famílias mais necessitadas. Nosso trabalho vai além da entrega de uma cesta básica”, disse Eugênio.
O voluntário da Central, Paulo Augusto Evangelista Antualpa, que atua na coordenação em Hortolândia enfatizou que vários parceiros e empresas procuram o grupo porque sabem da seriedade do trabalho, principalmente neste período de pandemia. “Esse vírus mostrou que é mortal tanto para ricos quanto para os pobres. No entanto, mostrou um lado positivo, pois as pessoas acordaram e ficaram mais solidárias com seu próximo. Aprenderam a olhar para o lado e enxergar que seu vizinho precisa de ajuda”, relatou Antualpa.

OUTRA AÇÃO
Em agosto de 2020, a Cufa realizou em vários bairros de Piracicaba a campanha “Mães da Favela x Cufa Contra o Vírus”. Aproximadamente 100 líderes e voluntários do grupo percorrem as regiões mais carentes para auxiliarem na distribuição de kits de higiene.
De acordo com a Cufa, as mães também recebem uma bolsa de R$ 240 chamada “Vale-Mãe”, PicPay. As mães-solo que não possuem aparelho celular receberam por meio de Tickets Alimentação da empresa Tickets Serviços, nova parceira da Cufa no programa.
Com esta campanha, a Cufa ultrapassa os R$ 50 milhões em ações sociais neste programa, que já contempla mais de 25 mil mulheres, chefes dos seus respectivos lares, em todo o Brasil, com 50 mil “Vales-Mãe”, recebendo, assim, a chancela da Unesco (Organização das Nações Unidas).

DOAÇÕES
Quem quiser fazer uma doação para a causa pode depositar na conta corrente do Bradesco, agência 0310- 7, conta 0005585-9, em nome de Henry Eugenio, CPF 323.368.898-97, ou na Vakinha online disponível em http://vaka.me/1005367. O link para as doações ao “Mães da Favela” é o bit.ly/maesdafavelapicpay. Os voluntários também aceitam todos os tipos de alimentos, materiais de higiene, roupas e sapatos.

Cristiani Azanha
[email protected]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

quatro × cinco =