Chuva com vento forte durrubou árvores na região do Santa Rita

Bairro Santa Rita foi atingido por forte rajada de vento e várias árvores caíram trazendo transtornos à população. (Crédito: Claudinho Coradini/JP)

Uma ventania atingiu Piracicaba na tarde da última terça-feira (25) e derrubou aproximadamente 40 árvores nos bairros Santa Rita, Avencas, Parque Taquaral e Chapadão. De acordo com a Defesa Civil, o volume da chuva que atingiu a região foi de 11 mm e houve incidência de raios. Mas durante fevereiro o volume de chuva na cidade já atingiu 400 mm.

Bairro Santa Rita foi atingido por forte rajada de vento e várias árvores caíram trazendo transtornos à população. (Crédito: Claudinho Coradini/JP)


“[O] Santa Rita é o bairro mais atingido, onde caíram várias árvores de grande porte. Ontem [terça-feira (25)], o pessoal do bairro comentava que, durante a chuva, deu uma rajada de vento de uns dois ou três minutos que fez todo esse estrago no bairro,” relata o secretário-executivo da Defesa Civil, Odair Melo.


Ontem, a Defesa Civil, uma empresa terceirizada da prefeitura, a Sedema (Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente) e o Corpo de Bombeiros trabalhavam nos bairros para realizar o corte das árvores caídas e recolher o material.


A CPFL também atuou na região para reestabelecer o fornecimento de energia elétrica à população, como é o caso da rua Jacarezinho, no bairro Taquaral, onde uma árvore de grande porte caiu derrubando postes da rua e atingiu o telhado da casa do motorista Marcelo de Souza Cirilo, que tinha acabado de chegar com a família de uma chácara. Ninguém se feriu.

Rua Jacarezinho, Parque Taquaral. Equipes da Defesa Civil e Sedema trabalham na remoção das árvores que caíram. (Crédito: Claudinho Coradini/JP)

“Quando eu vi, já estava a árvore em cima da casa. […] Nós ficamos dentro, porque a fiação elétrica estava passando aqui, a gente não sabia se podia sair ou não”, relatou Cirilo.


A professora Áurea Cristina da Cruz Diniz lembra que a proprietária da casa da qual a árvore fica em frente já havia solicitado o corte. “Ela fez vários protocolos pedindo para a prefeitura tirar […] só que todas as vezes que o fiscal de vinha ele falava que a árvore estava em condições”, conta.

No bairro Parque Chapadão, uma árvore interditou a rua Joaquim Dechin. O empresário Edson Roberto Bruzantin relata que a queda de árvores na rua é recorrente. “Já é a quinta vez. Ontem [terça-feira] olha como tombou essa árvore aqui, também é pau ferro. […] Tem um monte de chácara aqui atrás que estão prejudicadas com esse negócio”, conta.

Moradores temem nova chuva. (Crédito: Claudinho Coradini/JP)


Temendo mais chuva e que a árvore terminasse de cair sobre seu muro, na rua Guido Sabadin – no bairro Santa Rita, o jardineiro André Miller e outros moradores resolveram iniciar o corte da árvore que fica dentro do terreno. “Nosso medo, por eles terem muito trabalho, [é de] demorarem e dar mais chuva e derrubar o muro de vez. Então nós estamos dando uma adiantada para não correr o risco de cair mais […] para não acontecer o pior”, explica.

Ontem, rua Olava Bilac ficou tomada pela água da chuva. (Crédito: Claudinho Coradini/JP)

MAIS CHUVA
Até às 17h de ontem, choveu 23mm em Piracicaba, de acordo com a Defesa Civil. A chuva durante o horário do almoço causou alagamentos pontuais no centro da cidade, na região das avenidas 31 de Março e Independência. A previsão para hoje, ainda de acordo com a Defesa Civil, é de 15 mm de chuva.

Rua São João novamente ficou alagada após chuva. (Crédito: Claudinho Coradini/JP)