Cidade integra rede para reduzir mortes no trânsito

Vilma de Moura, 52, Gabriel Moura, 26, Anderson Cleyton de Souza, 39, Valquíria Cordeiro dos Santos, 47, e sua filha de dois anos de idade. De agosto do ano passado a maio deste ano, essas cinco pessoas perderam a vida em graves acidentes de trânsito ocorridos em ruas e avenidas de Piracicaba.

A fim de evitar que outras vidas sejam ceifadas a cidade passou a integrar o projeto Ruas Completas SP, uma rede de municípios paulistas comprometidos com ações para reduzir mortes e lesões no trânsito. Para fazer parte da rede, a Prefeitura de Piracicaba se comprometeu a implementar ações, estratégias ou projetos de segurança viária, com foco em gestão de velocidades por meio do redesenho da infraestrutura urbana, segundo recomendações da OMS (Organização Mundial de Saúde). A iniciativa vai oferecer, nos próximos cinco anos, apoio técnico a projetos, ações e estratégias de segurança viária.

Ao entrar na rede, o município assume o compromisso com o aumento da segurança viária. Para tanto, contará com apoio específico e capacitações oferecidas pelas organizações que lideram a rede – WRI Brasil, Vital Strategies, FNP – Frente Nacional de Prefeitos -, Instituto Cordial e Respeito à Vida (Detran-SP). “Ao fazermos parte da rede Ruas Completas SP, vamos oferecer mais segurança e conforto no trânsito do município. Para isso, agora entramos em uma nova etapa na qual contaremos com capacitação e apoio técnico para elaborar projetos a fim de termos um sistema de trânsito seguro”, afirmou o secretário da Semuttran (Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte), José Vicente Caixeta Filho. A rede é parte da Iniciativa Bloomberg para Segurança Global no Trânsito, que de 2021 a 2025 vai apoiar ações para a segurança viária no Estado de São Paulo.

Beto Silva

[email protected]

Leia Mais:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

15 − catorze =