Cidade recebe certificação de meio ambiente do Estado

Premiação deve-se aos cuidados com o meio ambiente. (Crédito: Claudinho Coradini)

Piracicaba recebeu, na manhã de ontem, a certificação ambiental do Estado de São Paulo do PMVA (Programa Município VerdeAzul), da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, referente ao ano de 2019. No ranking, o município figura na 64a posição, com a nota 82,91. A classificação de Piracicaba, em relação a 2018, caiu de posição, quando figurava em 33º, com nota 86,4.




Ao todo, foram certificados 92 municípios, dos 645 participantes, com notas acima de 80 pontos. O programa tem por objetivo incentivar, apoiar e medir de maneira descentralizadora a agenda ambiental dos municípios paulistas.

Desde 2011, Piracicaba foi certificada por sete vezes, contando 2019. O ano mais recente que o município não recebeu a certificação, ou seja, não atingiu 80 pontos, foi em 2017, que ficou na 57a posição, com 78,2 pontos. A melhor pontuação foi em 2014, na 23a posição e nota de 91,59 pontos.

Menten foi a São Paulo receber o Selo VerdeAzul. (Crédito: Claudinho Coradini/JP)

De acordo com o secretário da Sedema (Secretaria Municipal do Meio Ambiente), José Menten, é importante estar entre os municípios mais sustentáveis de São Paulo. Porém, para o responsável pela Pasta, o importante é sempre melhorar e aperfeiçoar as práticas ambientais. “É um desafio contínuo, a cidade tem que continuar melhorando”, diz.

Menten recebeu o certificado em nome do município em cerimônia realizada no Palácio do Governo do Estado de São Paulo (Palácio dos Bandeirantes). O secretário representou o prefeito Barjas Negri (PSDB) no evento.

O PMVA avalia 10 diretrizes que precisam ser desenvolvidas pelos municípios em 85 tarefas. “As cidades são pautadas a partir dessas 10 diretrizes e, então, nós tentamos fazer o melhor possível na realização dessas tarefas, que também consideramos importantes para manter a sustentabilidade e a qualidade de vida no município”, afirma Menten.

Os temas das dez diretrizes da agenda ambiental local são considerados estratégicos para o Estado, como Município Sustentável, Estrutura e Educação Ambiental, Conselho Ambiental, Biodiversidade, Gestão das Águas, Qualidade do Ar, Uso do Solo, Arborização Urbana, Esgoto Tratado e Resíduos Sólidos. Quem coordena a agenda do município com o estado é um interlocutor. “O certificado significa que Piracicaba está se destacando e destinando um olhar especial a várias áreas ambientais”, comenta Bruno Delarole, interlocutor de Piracicaba no PMVA.

De acordo com Menten, as ações apresentadas ao programa foram coordenadas pela Sedema e desenvolvidas em parceria com outras pastas, como as secretarias de Obras, Educação, Saúde, Agricultura e Abastecimento, Trânsito e Transportes, Transportes Internos, com o Instituto de Pesquisas e Planejamento de Piracicaba (Ipplap) e Empresa Municipal de Desenvolvimento Habitacional de Piracicaba (Emdhap), além do Serviço Municipal de Água e Esgoto (Semae) e do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Comdema).

Andressa Mota

[email protected]