Cidade tem mais mortos que o Uruguai e Estado supera a China

. (Foto: Amanda Vieira/JP)

O Estado de São Paulo está à frente da China tanto em número de casos confirmados de covid-19, como em total de mortes pela doença. Dados da Secretaria de Estado da Saúde divulgados ontem apontam que até ontem foram registrados 101.556 casos positivos e 7.275 óbitos, enquanto na China, com 1,439 bilhão de habitantes, o total de mortos é de 4.634 e 82.995 estão infectados, segundo o site Worldometers, que informa os números da pandemia em todo o mundo em tempo real. A população do Estado de São Paulo é de aproximadamente 46 milhões de pessoas.

No comparativo entre cidades, o número de mortos pela covid-19 em Piracicaba – segundo comunicado da prefeitura, eram 26 ontem – supera o total de vítimas fatais do Uruguai, que registra 22 óbitos, segundo informações do mesmo site verificadas às 19h de ontem.

Nesta sexta-feira, Piracicaba divulgou mais uma morte pela doença, subindo para 26 o número de vítimas. Segundo a prefeitura, trata-se de uma mulher de 61 anos de idade.


A Secretaria de Saúde do município também registrou aumento de infectados. Segundo a pasta foram diagnosticados com a doença 12 homens com idades entre 26 e 70 anos e nove mulheres de 14 a 67 anos.

NO ESTADO
Nesta sexta-feira, o Estado de São Paulo registrou queda na taxa de ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) reservados para covid-19.

Ontem, as taxas eram de 70,7% no Estado e 83,1% na Grande São Paulo. A redução é de cinco pontos percentuais em todo o território e superior a oito pontos percentuais na região metropolitana em comparação ao último domingo.

 As altas hospitalares de pacientes suspeitos e confirmados de coronavírus subiram para 19.665, mais de 3 mil desde o último domingo.

 Por meio da ampliação da testagem, em curso na rede de laboratórios de São Paulo, já foram diagnosticados 101.556 casos e 7.275 óbitos relacionados à doença.

 Ontem havia 12,5 mil pacientes internados em São Paulo, sendo 4.710 em UTI e 7.822 em enfermaria.


 Das 645 cidades, houve um ou mais casos em 522 delas. Destas, 263 tiveram pelo menos um óbito.

SALÕES DE CABELEIREIROS
O prefeito Barjas Negri assinou ontem decreto que inclui os salões de beleza, como cabeleireiros, barbeiros, manicures e estabelecimentos afins, que trabalhem com beleza estética, na primeira etapa do Plano Piracicaba de Retomada das Atividades Econômicas, que inicia na próxima segunda-feira.

Como no decreto de anteontem, para flexibilizar a retomada das atividades para cinco segmentos econômicos, esses estabelecimentos terão que seguir um protocolo sanitário.

A decisão foi tomada De acordo com o novo decreto, ontem durante nova reunião do grupo de trabalho do coronavírus, analisando o decreto estadual que flexibiliza a abertura do comércio e serviços de acordo com as condições de saúde de cada município. Por isso, no decreto há números da evolução da doença no município, relação com leitos de UTI, entre outras informações.

De acordo com o novo decreto, para funcionar, esses estabelecimentos terão de seguir regras, como atender com hora marcada, um cliente por vez, sem que outros estejam esperando. É obrigatório o uso de equipamentos de segurança, como máscaras – para o profissional e o cliente – e luvas, e a disponibilização de álcool em gel. Ao final de cada atendimento, o responsável pelo estabelecimento terá de realizar a assepsia em todos os objetos com os quais o cliente teve contato.


“Entendemos que esses serviços são importantes para a população porque estão ligados à questão da saúde e do bem-estar. É sempre necessário ressaltar que os profissionais são obrigados a seguir as regras do protocolo sanitário geral para o funcionamento. Também é muito importante que a população cobre desses estabelecimentos o respeito a essas regras para garantir sua segurança”, afirmou o prefeito.

SHOPPING PIRACICABA
O Shopping Piracicaba iniciou seu o plano para reabertura parcial, com base nas atualizações dos decretos estadual e municipal, divulgadas nos últimos dias e válidas entre os dias 1º e 15 de junho.

A retomada das operações, segundo as informações do empreendimento, ocorrerá na próxima segunda-feira atendendo as orientações das autoridades de saúde e às determinações do Poder Público, priorizando a segurança de clientes, funcionários, fornecedores e prestadores de serviço.

O horário de funcionamento será reduzido: de segunda-feira a sábado, das 12h às 20h. O shopping não abrirá aos domingos. Esse horário foi estabelecido com o objetivo de colaborar com as medidas preventivas, possibilitando o acesso controlado mas sem colocar em risco à saúde dos visitantes e equipes de trabalho. 

Para atender com segurança, além do cumprimento das medidas obrigatórias exigidas pelo poder público, algumas ações preventivas foram colocadas em práticas e outras ocorrerão a partir da reabertura. Entre elas, estão: a distribuição de cartilha informativa aos clientes, detalhando as medidas preventivas obrigatórias.


instalação de câmeras termográficas (para detectar a temperatura corporal), aumento da frequência de higienização com utilização de água ionizada, indicada para eliminação de 99,9% de micro-organismos (vírus, fungos e bactérias), entre outras.

ZONA AZUL RETOMA
A Estapar, empresa responsável pela operação da Zona Azul Digital de Piracicaba, retomará, na próxima terça-feira a operação do sistema rotativo que estava suspenso desde o dia 23 de março, por determinação do órgão municipal, em razão da pandemia de covid-19.

A decisão integra o Plano Piracicaba de Retomada das Atividades Econômicas, que começa na segunda-feira, com flexibilização de atividades imobiliárias, concessionárias de veículos, escritórios, comércio em geral, shopping center e salões de beleza.


A empresa adotará medidas de prevenção e segurança tanto para seus colaboradores quanto para os clientes que utilizam o serviço, visando uma menor disseminação da doença.

REINTEGRAÇÃO
Uma nova ação de reintegtação de posse de uma área ocupada por famílias sem teto deve ocorrer na cidade nos próximos dias.
Desta vez, a ação autorizada pela Justiça deve ocorrer em uma área próxima à Comunidade Sabiá, onde estão instaladas 400 famílias.
A exemplo da ação ocorrida no mês passado, quando 150 famílias foram retiradas de uma área no Taquaral, a Defensoria Pública e o Ministério Público entraram com agravo de instrumento com pedido suspensivo da decisão.

Beto Silva

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

doze + quatro =