Kaike Ramos é coordenador da unidade em Piracicaba. (Foto: Claudinho Coradini/JP)

A primeira unidade da Fope (Força Pré-Militar Brasileira) em Piracicaba começa as atividades sábado (11), para adaptação dos alunos da cidade que foram selecionados em concurso realizado no último dia 4.
Vinte dos 49 jovens, a partir dos 11 anos, inscritos foram aprovados. A unidade tem capacidade de atender até 150 alunos por ano.
De acordo com Kaike Ricardo Ramos, 23, coordenador da unidade em Piracicaba, o objetivo da escola é preparar os alunos que têm o desejo de ingressar na carreira militar por meio de concurso, como da Polícia Militar, Força Aérea Brasileira e Exército Brasileiro.
Para ingressar na Fope, os interessados precisam estar matriculados na rede regular de ensino, ter boas notas, fazer o teste de aptidão física, além de ter bom comportamento.
“Gostamos de avaliar realmente se o aluno tem aquele potencial, como se fosse uma peneira de futebol, […] para saber se aquele sonho é realmente o dele”, explica Ramos.
O ensino é particular, mas alunos com renda de até um salário mínimo per capta podem ganhar bolsa de estudo integral. A avaliação socioeconômica só é feita se após aprovação nos demais testes. “A Força Pré-Militar é focada em o aluno fazer o concurso para passar, não em formar ensino fundamental e médio”, conta Ramos. Porém, o coordenador expõe que a Fope encontra dificuldade ao selecionar alunos da rede pública de ensino. “[…] Embora a gente tenha uma grande dificuldade com os alunos que estão vindo de escolas públicas […] já tive aluno que chegou no 3o ano e não sabia como fazer uma conta com ‘x’”, conta.
Para sanar as dificuldades de conteúdo e acostumar-se com o ritmo de ensino militar, os alunos passam pelo processo de adaptação da Fope. “Além da parte teórica, nós fazemos a parte prática, um pouco de ordem unida, trabalhamos a disciplina (e) passamos um pouco de hierarquia”, conta Ramos. As atividades de adaptações físicas da primeira turma da unidade de Piracicaba serão realizadas no Parque da Rua do Porto.
Após esse período, os estudantes da Fope também deverão assistir aulas teóricas à distância durante a semana, por meio de aplicativo ou site da escola, para se prepararem para a parte escrita dos concursos e, aos sábados, comparecer à Fope, que fica na região central da cidade.
Ramos enfatiza a necessidade de os alunos se acostumarem com o ritmo do ensino militar, pois esse se assemelha com as academias militares e nela eles são preparados também para o teste físico dos concursos, por meio do TFM (Treinamento Físico Militar).

ENSINO CÍVICO MILITAR
O Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares, do MEC (Ministério da Educação), visa implantar 216 escolas desta modalidade até 2023, de acordo com anúncio do Governo Federal em setembro de 2019. Lista divulgada em novembro coloca que uma das que serão implantadas neste ano será em Campinas.
O debate a respeito do programa tem causado polêmica no país. Os que apoiam, evidenciam a qualidade do ensino das escolas militares, já os que são contra, como o Movimento Todos pela Educação, argumentam que essa iniciativa não terá impacto na melhoria efetiva da educação para a grande parte da população.

SERVIÇO

O telefone/WhatsApp de atendimento da unidade da Fope em Piracicaba é (19) 97169-3834.

Andressa Mota

[email protected]

1 COMENTÁRIO

  1. Sou da força pré militar brasileira de campinas, lá eles preparam muito bem os alunos tanto na parte teórica como na parte física eles também preparam o psicológico, daí simulados de provas da polícia militar, exército marinha, aeronáutica e etc… Super recomendo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

quinze − 12 =