Colorindo com as tendências

Fotos:Nilo Belotto/JP

As cores se destacaram nas mais conceituadas mostras de arquitetura e decoração da temporada tanto no Brasil quanto no exterior.

As ‘cores tendência’ estão tomando conta dos ambientes de casas, proporcionando projetos inovadores e cheios de personalidade. Para apresentar quatro tonalidades em alta do universo da arquitetura e decoração, a revista Arraso conversou com a arquiteta e urbanista Gabriela Chaddad, que mostra a maneira ideal de abusar das cores e dos detalhes nesta temporada. Que tal transformar a sua casa em um ambiente colorido e sofisticado?

PRETO

Decorar usando a cor preta não é tarefa fácil, mas por se tratar de uma cor neutra ela proporciona fáceis combinações com outras cores, explica Gabriela. “Para se ter harmonia dentro de casa, uma boa dica é que as paredes pintadas de preto sejam combinadas com cores mais claras ou neutras, e até mesmo com um mobiliário todo colorido”. Ainda segundo a arquiteta e urbanista, o preto torna o ambiente mais sofisticado e luxuoso e ao mesmo tempo pode trazer um ar mais alegre e descontraído conforme sua utilização.

O loft elaborado por Gabriela foi decorado em tons de preto e cinza, obtidos pelo revestimento vinílico das paredes que imita o aço tipo corten. O projeto de iluminação se adapta às situações do dia para realçar ou diminuir os tons escuros da decoração

O tom escuro do preto cai perfeitamente bem em uma sala de TV, pois potencializa o brilho e a luminosidade das televisões de LED, por exemplo. Fugindo um pouco do tradicional, o bege junto com o preto resulta em uma combinação suave e bem comportada, perfeita para um ambiente refinado”, recomenda Gabriela, acrescentando que para “quebrar” a escuridão e dramaticidade do preto nos ambientes, a cor amarela é bem-vinda, pois equilibra a decoração. “E para um ambiente mais jovem, dinâmico e feminino, pode-se misturar um rosa choque com o preto”, destaca.

BRANCO

Um ambiente totalmente clean e minimalista é o resultado de quem aposta na decoração utilizando com predominância o branco.“Além disso, o efeito óptico da cor aumenta visualmente o espaço”, explica Gabriela.

Para evitar a sensação de frieza e vazio dos ambientes devido ao uso do branco em excesso, a arquiteta e urbanista sugere a combinação da cor com objetos de decoração coloridos. “Uma parceria clássica da decoração: branco e preto nunca saem de moda! Para modernizar o ‘black and white’, brinque e misture padrões e texturas diferentes para conferir, assim, um toque mais interessante ao espaço”, acrescenta.

Projetado pela arquiteta e urbanista Gabriela Chaddad, o ambiente integrado proporciona o destaque da cor branca, que contrasta com o tom escuro do piso vinílico e o brilhante do
aço inox dos móveis na cozinha

Gabriela também relata que toques de azul em um ambiente branco remetem à tranquilidade e tornam o espaço visualmente refrescante. A profissional aponta também outra combinação de sucesso para a decoração de ambientes. “O branco e castanho, além de ser chique, está sempre na moda, e (as cores) podem ser aplicadas em diversos estilos de decoração”.

Outras cores, como o amarelo, laranja, rosa e violeta também trazem personalidade aos ambientes brancos, tendendo
para um lado mais jovem e ‘descolado’. “Já a combinação com vermelho é para quem deseja um toque de ousadia no branco.
Mas a dica é não exagerar nos apontamentos vermelhos para não ‘carregar’ o ambiente”, explica a arquiteta e urbanista

AZUL

Ele é considerado uma cor ‘coringa’ na decoração das casas, pois pode fazer parte de qualquer ambiente, desde paredes até objetos e móveis, como explica Gabriela. “Ele se faz presente em toda a decoração da casa, dando um toque especial quando queremos realçar um ambiente mais sóbrio e limpo”.

A arquiteta e urbanista sugere uma combinação de azul com cores neutras, até mesmo, a tonalidade em aplicações de tom sobre tom na decoração. “A combinação do azul com o tom neutro ou com o transparente do vidro e acrílico valoriza o tom e não deixa o ambiente se tornar cansativo. Outro material que gera harmonia e sofisticação com os móveis.

A Casa Cor São Paulo 2013 integrou a Casa de Praia, projeto assinado pelo arquiteto Roberto Migotto, que traz a cor azul em todas as suas composições. Do piso até a parede, vários tons de azul se misturam nas estampas das poltronas e almofadas, nos utensílios e equipamentos da cozinha e nos quadros, criando uma unidade entre todas as peças.

“O ambiente pode ficar chique e sofisticado também quando o azul e o cinza, outra tendência de cores, se complementam, pois em conjunto formam uma paleta neutra onde é possível acrescentar outras tonalidades mais fortes.” Segundo Gabriela a cor pode ser adaptada a qualquer estilo decorativo, se expressando de várias formas, desde uma decoração clássica e tradicional até um visual contemporâneo. “Azul é a cor ideal para ambientes formais, escritórios, e até para quarto de crianças e adolescentes agitados e hiperativos, devido a seu efeito calmante”, relata.

CINZA

Sua versatilidade é a peça-chave na hora de decorar um ambiente, mas segundo a profissional, precauções devem ser tomadas para que a decoração não fique cansativa. “Com uma intensidade que vai dos tons mais dramáticos aos mais suaves, quase pastéis, o cinza é em sua essência uma cor neutra, passível de ser combinada com outras cores”, explica. Gabriela ainda salienta que o tom neutro do cinza é sinônimo de equilíbrio na decoração, e pode ser usado no lugar do branco (para tonalidades mais claras) e do preto (no caso de tons mais escuros, como o cinza chumbo).

Criado pela Triplex Arquitetura para a mostra Artefacto B&C 2013, o living urbano foi projetado em homenagem à modelo e apresentadora Isabella Fiorentino. Proposto para integrar um escritório ao ambiente principal, ele tem a característica ressaltada pelos tons fortes do cinza, que dão continuidade aos dois ambientes

“Juntos, o branco e o cinza tendem para o estilo minimalista. É a dupla perfeita para conseguir um ambiente clean equilibrado, para se dar um destaque a um elemento decorativo em especial”, diz Gabriela. “Usar estas duas cores também proporciona um maior aproveitamento da luz natural, potencializada pelos tons claros”, afirma a profissional.


Combinar um “cinza-acastanhado” com amarelo, segundo a arquiteta e urbanista, é ideal para tornar qualquer espaço ainda mais aconchegante. “Mas se você procura algo mais moderno e arrojado, experimente misturar um cinza total com um amarelo vivo. Para quebrar a seriedade, use peças coloridas nas cores primárias, garantindo alegria e vivacidade ao ambiente”, completa Gabriela.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

quinze + 17 =