Com 2 de Neymar, PSG bate United em Manchester e precisa de empate para avançar

/Foto: Agência Brasil.
Por Felipe Rosa Mendes e Leandro Silveira

São Paulo, 02 (AE) – Neymar marcou duas vezes, Marquinhos fez o seu e Fred foi expulso. Em um jogo com protagonismo brasileiro no Old Trafford, o Paris Saint-Germain se manteve vivo para a rodada final da fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa e embolou ainda mais a chave H ao derrotar o Manchester United por 3 a 1. Agora uma igualdade é suficiente para a classificação.

O resultado, somado ao triunfo do RB Leipzig por 4 a 3 sobre o Istanbul Basaksehir, na Turquia, provoca um empate tríplice no grupo, entre Manchester, PSG e Leipzig, todos com nove pontos. Já o time turco está eliminado, com apenas três. E será exatamente diante do clube de Istambul que o PSG vai jogar na rodada final, na próxima terça-feira, em casa. Já RB Leipzig e Manchester vão se enfrentar na Alemanha no mesmo dia.

Como o primeiro critério de desempate é o confronto direto, o PSG, que leva vantagem diante do Manchester, só precisa da igualdade para avançar. É o mesmo cenário para o time inglês, que aplicou 5 a 0 no RB Leipzig no Old Trafford.

Se o PSG chega à rodada final só dependendo dum empate para passar de fase, muito se deve a Neymar. Afinal, na rodada anterior, mesmo sem brilhar, foi dele o gol, de pênalti, da vitória sobre o RB Leipzig. Nesta quarta-feira, fez mais. Marcou duas vezes, o primeiro e o terceiro gols do seu time, e ainda participou das principais ações ofensivas da equipe. Marquinhos também foi decisivo para o PSG, marcando o gol de desempate diante do Manchester, que teve o brasileiro Fred expulso na sequência.

O JOGO – Pressionado a vencer, o PSG começou a partida com protagonismo de Neymar. Inicialmente, o brasileiro deu a impressão de estar mancando, causando logo preocupação. Depois, deu alegria e alívio ao torcedor. Logo aos cinco minutos, ele tabelou com Mbappé, que disparou da entrada da grande área. A bola desviou na marcação e sobrou para o brasileiro, que bateu para as redes.

O gol marcou um ótimo início de jogo do PSG. Por duas vezes, o time quase ampliou no Old Trafford, em jogadas com a participação direta de Florenzi. Foi uma finalização perigosa do argentino, defendida por De Gea, e um cruzamento que Neymar chegou atrasado para mandar às redes.

Aos poucos, porém, o time foi perdendo o ímpeto, com o jogo ficando tenso e a arbitragem deixando de expulsar Fred, em uma decisão polêmica, após uma cabeçada em Paredes. E o Manchester empatou o duelo. Foi aos 31 minutos, após Navas espalmar finalização de Martial. Wan-Bissaka, então, cruzou rasteiro e para trás. Rashford bateu de primeira e contou com desvio em Danilo Pereira para marcar: 1 a 1. Depois, já no fim do primeiro tempo, Fred e Paredes voltaram a se estranhar, assim como Neymar com McTominay.

No começo da etapa final, o Manchester continuou melhor e perdeu duas chances claras de marcar, ambas com toques de efeito de Cavani. Na primeira, em um contra-ataque, ele deu passe de calcanhar para Rashford, que achou Martial, livre, mas que mandou por cima do gol. Depois, aos 11, em novo contra-ataque, o travessão impediu um golaço de cobertura do uruguaio.

E aí o PSG reagiu, com participações importantes de Neymar e, principalmente, Marquinhos. Aos 19, o atacante construiu jogada, Florenzi cruzou e o defensor acertou a trave em cabeceio. Aos 22, Neymar rolou para Bakker finalizar, parando em De Gea. No lance seguinte, saiu o gol. Aos 23 minutos, após cobrança de escanteio do atacante, Herrera bateu da entrada da área. A bola acertou Diallo e sobrou para Marquinhos, que chutou para fazer 2 a 1.

A situação para o PSG ficou ainda melhor no minuto seguinte, pois Fred recebeu o segundo cartão amarelo, sendo expulso, após carrinho em Herrera. O time parisiense quase fez o terceiro em nova jogada de Neymar como “garçom”, mas que terminou com finalização para fora de Herrera.

O Manchester, mesmo com um a menos, buscou o empate. Chegou com perigo em voleio de Pogba, mas deu muitos espaços. E o PSG aproveitou. Mbappé perdeu chance incrível aos 43, em contra-ataque. Mas Neymar decidiu aos 45 minutos. Ele roubou a bola no campo de defesa e acionou Mbappé. Do francês, a bola foi para Rafinha, que, de dentro da área, rolou para Neymar finalizar às redes: 3 a 1.

JOGO DE SETE GOLS – Em jogo animado, com sete gols e definição nos acréscimos, o RB Leipzig bateu o aguerrido Istanbul Basaksehir por 4 a 3. Na Turquia, os times fizeram um bom jogo, disputado até o apito final e com belos gols. Os alemães chegaram a abrir 3 a 1 e pareciam perto da vitória. Mas cederam o empate, graças à grande atuação de Irfan Kahveci, autor de três gols para os turcos.

O time de Leipzig saiu na frente aos 26, com gol de Yussuf Poulsen. E ampliou aos 42, com Nordi Mukiele. Mas o Istanbul “acordou” no fim do primeiro tempo. Aos 47, Irfan Kahveci mandou para as redes e deu esperança aos anfitriões, que entraram de vez no jogo na etapa final.

Mais animados, os turcos levaram uma ducha de água fria aos 20. Após boa trama pela esquerda, Daniel Olmo se desvencilhou rapidamente do marcador dentro da área e bateu rápido. O goleiro Mert Gunok mal viu a bola entrar no seu canto direito.

Sem desanimar, o time de Istambul “voltou” ao jogo novamente com Kahveci, aos 26. Ele conteve dois marcadores e bateu forte de fora da área, mandando no canto direito do goleiro Peter Gulacsi

Na sequência, o RB Leipzig deu novo susto no time da casa. Poulsen acertou a trave, em jogada individual pela esquerda. Mas a equipe turca voltou à carga aos 39. Kahveci acertou linda cobrança de falta, por cima da barreira, e empatou o jogo. Gulacsi sequer foi para a bola.

O duelo, então, ficou ainda mais aberto e o RB Leipzig carimbou o travessão aos 44. O Istanbul ainda se recuperava do susto quando, aos 46, Alexander Soerloth, que entrara em campo minutos antes, acertou forte chute de fora da área, no meio do gol, e viu o goleiro Gunok aceitar: 4 a 3.

Fonte: Agência Estado

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

nove − 4 =