Católicos pedirão a intercessão de virgem Maria pelo fim da pandemia (foto: Claudinho Coradini/JP)

A Quaresma termina hoje com a celebração do Domingo de Páscoa, que para os cristãos marca a ressurreição de Jesus Cristo. O isolamento social modificou completamente a vida dos brasileiros e do mundo desde que a pandemia do coronavírus avançou pelos países.
Diante dessa situação, quem teve de deixar de ir à igreja, passou a acompanhar as missas, cultos e outras atividades religiosas pela internet ou pela TV e rádio.


De acordo com a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), dados do Google Analytics estimam que a audiência das emissoras tenha crescido em 300% no meio digital. Com isso, é possível que tenha aumentado consideravelmente os índices diários em pontos nas praças onde se mede o Ibope.


Neste domingo, às 14 horas, países da América Latina e Caribe vão atender à solicitação do Conselho Episcopal Latino-Americano para rogar à Bem-aventurada Virgem Maria, pedindo intercessão para que a pandemia causada pelo coronavírus seja superada.


A Consagração à Nossa Senhora será transmitida, ao vivo, por todas as TVs de inspiração católica, por rádios e pelas redes sociais da CNBB.
“Acolhendo a orientação das autoridades civis e sanitárias, os bispos no Brasil orientam os fiéis a permanecerem em suas casas, evitando aglomeração de pessoas e, consequentemente, não participando das celebrações eucarísticas. Desta forma, somos convidados a celebrar a Semana Santa como Igreja doméstica, com nossos familiares, em nossas casas”, informa a Diocese de Piracicaba em seu site.


INTERNET
Para o pastor da Igreja do Evangelho Quadrangular de Piracicaba, Antonio Carlos Stefan, o pastor Toninho, esse período de quarentena imposto pela pandemia tem aproximado as pessoas da igreja.


Desde o isolamento, os cultos e outras atividades passaram a ser seguidas pela internet, como a celebração da Páscoa de hoje. “Montamos o palco, faremos a celebração, mas tudo on line”, destacou.


Como igreja, temos pregado a fé com razão. “Nessa situação, o papel da igreja é o social, como vem sendo sempre”, afirmou o religioso. Toninho enumerou os projetos desenvolvidos com crianças, idosos, jovens, população de rua e pessoas com deficiência.


O pastor reforçou a necessidade de isolamento como forma de prevenção tanto da pessoa como da família.

Beto Silva ([email protected])

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

4 × quatro =