Com frente fria, sensação térmica vai chegar a zero grau

Velocidade dos ventos é estimada em torno de 30 quilômetros por hora nesta sexta-feira, 30 de julho

Uma frente fria está prevista para passar no Estado de São Paulo a partir de amanhã (28), derrubando as temperaturas e provocando chuvas em boa parte do território estadual. De acordo com o Cepagri (Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura) da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), para a Região, as temperaturas devem ficar em torno de 4ºC graus nas madrugadas de quinta (29) e de sexta-feira (30), podendo ficar um pouco abaixo disso em algumas localidades.

A velocidade dos ventos, estimadas em torno de 30 quilômetros por hora na sexta- -feira, o que pode baixar a sensação térmica a 0ºC grau. Segundo o órgão, as últimas ondas de frio tiveram temperaturas de 4ºC ,2ºC e 4ºC graus. Anterior a isso, em julho de 2000, a temperatura mínima foi de 2ºC graus. No Estado de São Paulo, são esperados volumes generosos de chuva no setor sul e em parte do leste, em especial no litoral (entre 20 e 30 mm). Além das chuvas, ventos de intensidade moderada a forte deverão atingir áreas mais próximas ao litoral, com rajadas ocasionais. “Já a quinta-feira (29) deve amanhecer com temperaturas baixas em todo o Estado, com mínimas esperadas para o amanhecer de sexta-feira (30), informou o Cepagri.

ALERTA A Defesa Civil de Piracicaba informou ontem que, de acordo com o órgão estadual, a real intensidade do fenômeno vai ser confirmada hoje (27), quando que a Defesa Civil vai emitir alerta. A prefeitura informou que vai ampliar o número de vagas para pernoite da população em situação de rua nos próximos dias, atenta à onda de frio prevista para atingir o município. Atualmente, o número de vagas é 83 e a intenção é ter mais 70 vagas, chegando a 153, para acomodar este público, que serão disponibilizadas conforme a demanda. Segundo a administração, as novas vagas vão ser criadas na Casa de Passagem e no Albergue Noturno, espaços já estruturados no município para receber esta população. Aliada a esta ampliação, desde a queda nas temperaturas, em junho, o Seas (Serviço Especializado em Abordagem Social), da Smads (Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social), intensificou a abordagem às pessoas, orientando quanto os locais onde é possível o pernoite, realização de refeição e banho.

Esta semana, segundo a secretaria, a equipe vai ampliar o horário de atendimento e estará até meia-noite nos locais de maior incidência desta população, sensibilizando as pessoas para se alojarem nas vagas disponibilizadas. A Smads informou que se alguém quiser notificar a presença de pessoas em situação de rua, basta ligar no 153, da Guarda Civil, que auxiliará no encaminhamento para o acolhimento. Os serviços, que normalmente têm horário limite de entrada até às 22h, flexibilizarão as regras para receber pessoas além desse horário. “Nosso intuito é que todo mundo possa estar acolhido e protegido durante as temperaturas mais baixas para não haver nenhum prejuízo à integridade física dessas pessoas”, frisa Euclidia Fioravante, secretária da Smads. A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social.

Beto Silva

[email protected]

Leia Mais:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

um × dois =