Representa uma provocação e um desrespeito ao povo brasileiro a absurda e injustificável decisão de Jair Bolsonaro determinando que seja comemorado a aniversário do golpe militar de 1964 no próximo dia 31 de março.
Trata-se de mais uma insensatez de alguém que se elegeu pela via democrática, mas se utilizando de subterfúgios e procedimentos irregulares e prega a todo momento o fim da democracia no país.
Repudio essa exaltação da ditadura, que o povo brasileiro derrotou com luta e sacrifícios e manifesto minha inteira solidariedade aos torturados e às famílias dos desaparecidos durante o regime militar.
Estamos em luta pela democracia, contra a criminalização dos movimentos sociais e condenamos o discurso de ódio que infelizmente é comandado pela mais alta autoridade do nosso país.

1 COMENTÁRIO

  1. Carissima Prof. Bebel,
    Li atentamente o seu artigo sobre o Golpe Militar de 1964 a respeito o que esta escrito. No entanto, nao esta 100% correto. A maior parte das pessoas que foram assasinadas durante os anos que os miltares ficaram no poder, foram mortos pelos proprios comunistas. A minha familia foi refugiada, e tivemos que fugir do Brasil, devido as ameacas de morte oriundas dos “manda chuvas” do crime organizado. Portanto colacar a culpa das mortes e dos desaparecimentos de muitos, muitos ate assassinados no Araguaia sobre os militares, e um erro. Quando os militares prendiam os colaboradoes e eles denunciavam onde se encotravam os verdadeiros criminosos, eles eram oferecidos assistencia e relocacao e edentidades diferentes para nao serem descobertos. Ha muito que a senhora nao sabe e portanto, seus pontos sao falhos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

12 − oito =