Comerciante é preso por guardar drogas em bar

Thor cão Policial. Pastor belga de malinois Thor localizou a droga. (Divulgação/Polícia Civil)

Pastor belga de malinois Thor localizou a droga. (Divulgação/Polícia Civil)

Os policiais civis da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) descobriram um bar, no bairro Monte Cristo, que era usado de fachada para guardar kits de entorpecentes para traficantes. Um comerciante foi preso durante uma abordagem em seu estabelecimento, na manhã de ontem. Com apoio do pastor belga de malinois Thor, do Canil da Polícia Militar, foram apreendidas 267 porções de maconha e cocaína, que estava escondidas dentro de uma touca, que foi localizada na gaveta de um armário, em um cômodo anexo ao bar.

Os investigadores fizeram campana durante três dias em frente ao estabelecimento do suspeito. “Percebemos que a mesma pessoa entrava e saía várias vezes durante o dia. A pessoa entrava no bar e saía pouco tempo depois segurando algo nas mãos. Esperamos o momento certo para fazer a abordagem”, afirmou um dos policiais da Dise.

“Constatamos que o bar ficava a poucos metros de uma biqueira (ponto de venda de droga) justamente para despistar a polícia, pois quem vendia o entorpecente ficava com poucas porções, pois caso fossem presos perderiam poucas porções de droga e, dependendo da situação da abordagem, poderiam nem ser autuados por tráfico de drogas, visto que poderiam relatar que seria para uso”, informou o investigador.

De acordo com a polícia, o comerciante teria se mostrado firme e teria dito aos policiais que poderiam revistar o estabelecimento, pois não encontrariam nada de errado. “De fato, revistamos o bar e nada foi localizado, mas durante o nosso trabalho percebemos que ele demonstrou nervosismo. Naquele momento, apreendemos apenas R$ 193 em dinheiro, que estavam com o investigado. Avistamos que nos fundos tinha um cômodo anexo. Inicialmente, ele alegou que tinha alugado, mas depois que usava os cômodos para os filhos dormirem. Olhamos superficialmente o local, mas nada foi localizado. Solicitamos o apoio do Canil e assim que o cão chegou em frente da casa, ele identificou, na hora, onde estavam escondidas as porções de droga.

(Cristiani Azanha)