Ontem foram registradas mais quatro mortes na cidade (Foto: Claudinho Coradini/JP)

O funcionamento das atividades comerciais e de serviços em Piracicaba será ampliado de seis para oito horas. O decreto foi assinado ontem durante reunião do grupo de combate ao coronavírus da prefeitura, que se reuniu para discutir as novas ações divulgadas pelo Governo do Estado a partir da permanência da cidade na Fase 3 (Amarela) do Plano São Paulo. Piracicaba está na fase Amarela desde o último dia 8.

Na quarta-feira o vice-governador e secretário de Governo, Rodrigo Garcia, já havia anunciado a autorização para que todas as atividades permitidas na fase Amarela do Plano São Paulo pudessem funcionar mais duas horas por dia em estabelecimentos comerciais e de serviço.

Mesmo assim, a administração municipal decidiu aguardar o anúncio do governo sobre a permanência de fase, que ocorreu ontem. A medida é válida para todos os setores: imobiliárias, concessionárias de veículos, escritórios, comércio e shopping center, além de bares, restaurantes, salões de beleza e academias. Os clubes também serão autorizados a funcionar por oito horas, a partir desta segunda-feira.

Durante a reunião, o grupo sugeriu uma jornada contínua para o comércio, com limite de oito horas, das 10h às 18h e, aos sábados, das 08h às 16h. As lojas do shopping vão funcionar das 12h às 20h. A medida vale a partir da próxima segunda-feira.

O decreto prevê que bares e restaurantes comecem com novo horário a partir de terça-feira com a opção de fracionar as oito horas: das 11h às 15h para o almoço e das 18h às 22h para o jantar – inclusive a praça de alimentação do Shopping Piracicaba.

A procuradoria-geral editou decreto que permitirá o funcionamento dos clubes, também por oito horas. Além disso, será autorizado a abertura dos parques aos sábados e domingos, das 6h às 16h. Houve mudança no horário da venda de bebidas geladas nas conveniências dos postos. Fica proibido a comercialização das 22h às 6h.

COVID-19 EM PIRACICABA
A Secretaria de Saúde de Piracicaba registrou, nesta sexta-feira, quatro mortes em razão da covid-19. As vítimas são três idosos (de 74, 84 e 92, anos) e uma mulher de 84 anos. Com isso o número de mortes pela doença no município aumentou para 262.

Em relação aos infectados pelo novo cornavírus, foram diagnosticados mais 105 pessoas nas últimas 24 horas, sendo 49 mulheres e 56 homens, elevando o número de casos confirmados para 10.612.

O município tem 8.890 pessoas recuperadas, 1.460 pessoas em tratamento, 902 casos suspeitos e 13.162 casos descartados.

TRANSPORTE COLETIVO
Com a ampliação do horário das atividades flexibilizadas, a Semuttran (Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes) também aumentará o número de ônibus do transporte público nas ruas.

Segundo a pasta, o aumento será feito à medida em que os passageiros retornarem ao sistema. Antes da pandemia, eram transportados, em um dia útil, uma média de 90.000 passageiros com 219 ônibus, sendo 199 ônibus mais 10% de frota reserva.


Atualmente, segundo a secretaria, a média está em 36.000 passageiros por dia útil, e uma frota 131 ônibus sendo 119 ônibus mais 10% em frota reserva. O funcionamento do transporte público é monitorado por técnicos da Semuttran e da empresa Tupi.

VACINAÇÃO SARAMPO
Hoje será realizado o Dia D da Campanha de Vacinação contra o Sarampo. No Estado de São Paulo, a doença voltou a ocorrer no ano passado, depois de duas décadas sem circulação endêmica do vírus.

Devido a essa nova situação epidemiológica, foi definida a necessidade da 2ª etapa da campanha deste ano em todos os municípios, que será realizada a intensificação de vacinação para pessoas de seis meses a 29 anos (vacinação seletiva, conforme avaliação da carteira vacinal).

Também será realizada a vacinação indiscriminada para pessoas de 30 a 49 anos (nessa faixa etária todos devem receber a vacina, independentemente de quantas doses já possui.

A Secretaria de Saúde de Piracicaba informou que vale observar que a Campanha de Vacinação Contra o Sarampo em Piracicaba, iniciada no dia 15 de julho, ainda não conseguiu a adesão das famílias.

Até o dia 13 de agosto, apensa 2,82% do público adulto, de 30 a 49 anos, haviam sido vacinados, correspondentes a 3.127 pessoas, de um público-alvo estimado em 110.736 pessoas.

Somente 6.367 pessoas de seis meses a 29 anos foram aos postos de saúde para a regularização da carteira vacinal.

Para atender a população, dez unidades de saúde da rede pública vão abrir no sábado, das 8h às 16h. São elas: CRAB Vila Rezende, CRAB Santa Terezinha, CRAB Vila Sônia, CRAB Vila Cristina, CRAB Cecap, UBS Centro, UBS Caxambu, UBS Planalto, UBS Pauliceia e CRAB Piracicamirim.

O Sarampo é uma doença viral potencialmente grave e extremamente contagiosa. Sua transmissão ocorre de forma direta de pessoas doentes ao espirrar, tossir, falar ou respirar próximo a outras pessoas sem imunidade contra o vírus, o que evidencia a importância da vacinação.

A doença pode levar a várias complicações, como a pneumonia bacteriana, encefalite e óbito.


“As famílias precisam se sensibilizar sobre o risco da doença e a importância da vacinação. O sarampo já havia sido erradicado no Estado de São Paulo. Mas voltou a se tornar um problema de saúde pública que precisa ser enfrentado com firmeza e sem dogmatismos. O sarampo não é uma doença exclusiva das crianças. Aliás, no adulto o diagnóstico é mais difíci e a doença pode ser até mais grave”, enfatizou o secretário de Saúde, Pedro Mello, em defesa da vacina.

Beto Silva

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

11 + 10 =