Um levantamento feito por um grupo de pesquisadores das áreas de endocrinologia, psicologia e patologia apontou que 23% dos entrevistados ganharam peso e 17% relataram que emagreceram. (Foto: Freepik)

Final de ano é época de confraternizações, Natal, réveillon e muita comilança. Mesmo em meio a pandemia, muitas pessoas não deixarão os eventos passarem em branco. Mas, além dos cuidados habituais com a covid-19, é importante ficar atento com a alimentação neste período, principalmente porque houve uma mudança na rotina alimentar durante a quarentena.

Um levantamento feito por um grupo de pesquisadores das áreas de endocrinologia, psicologia e patologia apontou que 23% dos entrevistados ganharam peso e 17% relataram que emagreceram. “Notamos muitas alterações nos hábitos alimentares, seja no aumento da ingestão de alimentos, como na perda de apetite”, confirma a Dra. Claudia Chang, pós-doutora em endocrinologia e metabologia pela USP e membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM).

No entanto, segundo ela, mesmo quem foi regrado com a alimentação neste ano tumultuado, não resiste à tentação e acaba se deixando levar pelas deliciosas iguarias, sem pensar nas consequências. “A dica é tentar o equilíbrio, não se privando do prazer de comer, mas sem exageros”, reforça a endocrinologista.

Mas, se você é daqueles que não abrem mão da dieta, mesmo nesta época, confira as sugestões da Dra. Claudia Chang para não sair da linha:

Sanduíches

Você pode usar a criatividade e fazer diferentes opções de sanduíches. Dá para preparar desde o básico lanche de peito de peru, até optar por outros ingredientes, como alface, tomate, milho, cenoura picada, frango desfiado e queijo branco. Dê preferência ao pão light ou ao integral, rico em fibras. Evite usar molhos, maionese ou manteiga. 

Salgados

Quem não gosta de um salgado? Esse é o tipo de item que está sempre presente em reuniões de amigos. Opte pelos assados, como empanadas, pães de forno, esfihas, empadas, quiches, entre outros. Mesmo sendo calóricos, são mais saudáveis do que os salgados fritos, como coxinhas, quibes, croquetes, bolinhas de queijo, risoles, entre outros.

Bebidas

Tomar bebida alcoólica nas festas de final de ano é praticamente uma tradição, até mesmo para quem não tem costume de beber. Dê preferência ao gim e ao saquê, que são menos calóricos. Se você não resiste a um bom vinho, escolha os mais secos. Se for de cerveja, fique com as escuras. Ainda assim, não exagere, pois o álcool em excesso causa desidratação, inchaço e alterações no fígado. O ideal é intercalar a bebida com água, o que irá amenizar a desidratação e o mal-estar.

“Vale lembrar que a alimentação deve ser prazerosa. Se você tem o hábito de comer cereais, legumes, frutas e verduras, consome água com frequência, e pratica atividade física regular, não se prive de comer alguns alimentos que não estão na sua rotina. Apenas use o bom senso e tenha moderação”, finaliza a especialista.

Da Redação

LEIA MAIS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

1 × 5 =