Concessionária assume rodovias e anuncia obras

Eixo SP Concessionária de Rodovias vai operar por 30 anos (Foto: Amanda Vieira/JP)

A Eixo SP Concessionária de Rodovias começa hoje a operação do Lote PiPa (Piracicaba Panorama). O contrato assinado com o Governo do Estado prevê a administração do trecho de 1.273 quilômetros de rodovias por 30 anos, período em que serão investidos R$ 14 bilhões em obras de ampliação, conservação, além da modernização de serviços ao usuário e redução na tarifa de pedágio.

A malha é formada por 12 rodovias que passam por municípios desde Rio Claro, na região central, até Panorama, no extremo oeste, na divisa com o Estado do Mato Grosso do Sul. A Eixo SP assume o trecho de 218 quilômetros das rodovias SP 310 – Washington Luís e da SP 225 – Engenheiro Paulo Nilo Romano, entre as cidades de São Carlos e Rio Claro, e de Itirapina a Bauru, que estavam sob gestão de outro grupo de concessionárias.

O segundo segmento, administrado até então pelo DER – Departamento de Estradas de Rodagem, tem mais de 900 quilômetros de pistas: SP 284 – rodovias Homero Severo Lins e Prefeito José Gigliardi; SP 293 – Lourenço Lozano; SP 294 – Comandante João Ribeiro de Barros; SP 331 – Deputado Victor Maeda; SP 425 – Assis Chateaubriand; SP 261 – Osni Mateus; SP 304 – Geraldo de Barros; SP 308 – Rodovia Hermínio Petrim; SP 197 – Dr. Américo Piva e SP 191 – Wilson Finardi, ligando municípios das regiões de Bauru, Marília e Presidente Prudente.

De acordo com a concessionária, as rodovias receberão investimentos que incluem 600 quilômetros de duplicações e novas pistas. Também no cronograma está a instalação de faixas adicionais e vias marginais, acostamentos, ciclovias, passarelas e dispositivos de acesso e retorno.

A manutenção de toda a malha com serviços de restauração do pavimento, de conservação da faixa de domínio e de sinalização também integram o projeto.
 
ECONOMIA
A extensão rodoviária abrange 62 municípios que serão beneficiados, ao longo do contrato, com o repasse de R$ 2 bilhões em ISS – Imposto Sobre Serviços. Estes recursos podem ser investidos em áreas prioritárias de serviços públicos como educação, saúde e segurança pública.

A Eixo SP contratou mais de 2 mil colaboradores. A estimativa é de mais 1,2 mil postos de trabalho gerados já no próximo ano, sem mencionar a empregabilidade gerada com a mão de obra indireta, de empresas terceirizadas para a execução de serviços de engenharia e fornecimento de produtos e insumos, que vão contribuir com o aquecimento da economia regional. 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

três × quatro =