Condenado a mais de 23 anos pelo estupro da filha é preso pela Polícia Civil

Pai teria começou a molestar a filha quando tinha 5 anos (Divulgação/Polícia Civil)

Um homem de 50 anos foi preso ontem, no Monte Líbano. Ele tinha mandado de prisão decretado desde o ano passado, devido a condenação a 23 anos e quatro meses em regime fechado pelo estupro de vulnerável contra a própria filha, que na época tinha apenas cinco anos.

O foragido da Justiça foi preso pela Equipe Operacional Seccional de Piracicaba com os policiais civis Antonio Carlos Victoria e João Henrique Dutra. “Somente depois de oito anos de terror, o crime foi descoberto”, relata um policial civil que atuou no caso.

O homem tinha a prisão decretada pela Justiça desde novembro de 2020, mas ele não tinha sido encontrado. Após o trabalho de investigação, o foragido da Justiça foi localizado pelos policiais e depois levado ao plantão policial e apresentado ao delegado à carceragem.

INVESTIGAÇÃO
O inquérito policial sobre o caso foi iniciado na DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), em 2014. Atualmente, a vítima tem 20 anos. Mas ele não tinha sido localizado.

VÍTIMA CHOROU
“A vítima chorou quando foi avisada pelos policiais que tinham descoberto seu paradeiro. Ela é evangélica e disse que orou muito por esse dia”, relatou o policial.

Os policiais civis conseguiram descobrir que o foragido estava residindo com seu irmão na comunidade e ontem se posicionaram na parte mais alta, onde tinham uma visão privilegiada. Assim que ele saiu de sua moradia foi detido pelos investigadores.

Questionado sobre o crime, ele negou e afirmou que na verdade, tudo não passou de uma invenção de sua filha que faz isso de remédio controlado. O foragido permanecerá em uma cela reservada, pois o convívio de envolvidos em crimes sexuais não são aceitos pelos demais presos.

LEIA MAIS

Cristiani Azanha
[email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

11 + dezesseis =