Copa América: Brasil e Argentina decidem título sul-americano neste sábado

Jogadores do Brasil; Casemiro, Ederson e Thiago Silva, antes da semifinal contra o Peru - Crédito foto: Lucas Figueiredo/CBF

As seleções de Brasil e Argentina decidem o título da Copa América neste sábado, dia 10, a partir das 21h, no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. A partida tem transmissão ao vivo pelo sinal aberto do SBT. Essa será a quarta final entre as duas equipes na história da Copa América. A última vez que decidiram um título pelo torneio sul-americano de seleções foi em 2007, com vitória do Brasil por 3 a 0.

Essa será a segunda vez consecutiva que a equipe brasileira chega a uma final de Copa América. A seleção brasileira masculina comandada pelo técnico Tite está invicta com cinco vitórias e um empate e vai buscar o seu décimo título continental, o segundo seguido. Essa é a sexta vez que o país sedia a Copa América e em todas as edições anteriores, o Brasil foi campeão.

Em entrevista coletiva concedida na quarta, dia 7, o zagueiro Marquinhos da seleção brasileira encara o confronto muito além de uma partida: “Brasil e Argentina vai muito além de um simples jogo de futebol. Desde criança foi um jogo que eu sonhei jogar. Com cinco, seis anos de idade, quando eu comecei a jogar futebol, a entender um pouco do que ele era, ao ver na televisão a Seleção jogando, eu sonhava estar dentro de campo. Pela história que tem, por todos os jogadores que passaram, como Pelé, Zico, Rivaldo, Ronaldo, Ronaldinho… Do outro lado, Maradona, Messi… Essas camisas representam o futebol, não só o sul-americano, mas mundial. Essas camisas fizeram o mundo parar para assistir jogos. É isso que representa a história de um Brasil e Argentina.” – declarou Marquinhos.

Para chegar à decisão neste sábado, a seleção verde e amarela conquistou três vitórias e um empate e terminou na liderança do grupo B. A equipe de Tite venceu a Venezuela por 3 a 0, o Peru por 4 a 0, a Colômbia por 2 a 1 e empatou como o Equador em 1 a 1. Nas quartas de final passou pelo Chile com vitória de 1 a 0 e derrotou o Peru, também por 1 a 0 na fase semifinal.

A Argentina, de Lionel Messi, fechou sua participação na liderança do grupo A, com três vitórias e um empate. Os argentinos empataram com o Chile em 1 a 1, na abertura do torneio, e depois conquistaram três vitórias: 1 a 0 diante do Uruguai, 1 a 0 contra o Paraguai e 4 a 1 diante da Bolívia.  Nas quartas de final, a Argentina passou pelo Equador com vitória de 3 a 0 e na semifinal, empatou em 1 a 1 no tempo regulamentar com a Colômbia e venceu nos pênaltis por 3 a 2, graças a três defesas do goleiro argentino Emiliano Martinez.

Depois da semifinal diante da Colômbia, o técnico argentino Lionel Scaloni disse que a decisão será uma partida digna a ser desfrutada pelo torcedor: “Vamos jogar uma final com o nosso eterno rival, o nosso rival de toda a vida. Espero que as pessoas gostem. Obviamente, queremos ganhar!.” – afirmou o treinador.

O argentino Lionel Messi é o artilheiro da competição sul-americana com quatro gols, seguido de seu companheiro, Lautaro Martínez que tem três gols. Entre os brasileiros, Lucas Paquetá e Neymar assinalaram dois gols cada.

Antes da decisão entre Brasil e Argentina, as seleções de Peru e Colômbia decidem a terceira posição no torneio em partida que será disputada nesta sexta, dia 9, às 21h, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Edilson Morais

[email protected]

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

um × um =