Corinthians tem vantagem do empate na decisão do Brasileirão Feminino

Lateral Tamires, capitã do Corinthians no primeiro jogo da decisão - Créditos foto: Rebeca Reis e Livia Villas Boas/CBF

O Sport Club Corinthians Paulista tem a vantagem do empate na segunda partida válida pela decisão do Campeonato Brasileiro Feminino, em jogo que será disputado neste domingo, dia 26, a partir das 21h, na Neo Química Arena, em São Paulo.  A partida pode ser conferida ao vivo pelo sinal aberto da Band ou pelo SporTV, canal por assinatura.

Como a vitória de 1 a 0 no primeiro confronto realizado no Allianz Parque, com gol da atacante Gabi Portilho no segundo tempo, a equipe do Corinthians pode empatar sem gols que ainda assim, conquista o tricampeonato da competição.

Para vencer a equipe alvinegra e garantir o título inédito no Brasileirão Feminino, a Sociedade Esportiva Palmeiras precisa de uma vitória simples no tempo normal para levar a decisão para os pênaltis ou vencer por dois ou mais gols para levantar o troféu nacional.

Para a capitã do Corinthians, a lateral Tamires, a vantagem conquistada na primeira partida deve-se a boa performance coletiva da equipe, que mesmo diante de um forte adversário conseguiu fazer um bom jogo. “É muito bom ter a vantagem para dar confiança no jogo de volta, no entanto, o time não pode entrar relaxado no domingo. O segredo é justamente atuar como se não houvesse vantagem, para que o Corinthians mantenha seu espírito dentro de campo.” – completa a atleta.

Após disputar duas partidas pela seleção brasileira, a zagueira Erika, do Corinthians, disse que está ansiosa para entrar em campo na decisão, no domingo. “Não vamos deixar barato, porque queremos levar mais um título para o Timão.”

Arbitragem 100% feminina

A segunda partida da decisão do Brasileirão Feminino vai ter arbitragem composta apenas por mulheres. A árbitra principal será Edina Alves Batista, que entra em campo com a assistência das companheiras Neuza Inês Back e Fabrini Bevilaqua Costa, todas integrantes do quadro Fifa de arbitragem.

A quarta árbitra será Adeli Mara Monteiro, a quinta árbitra será Marcela de Lima Silveira e a ferramenta do árbitro de vídeo, o VAR, será comandada por Daiane Caroline Muniz dos Santos, com o auxílio de Amanda Pinto Matias e a observação do VAR feita por Regildênia de Holanda Moura.

Edilson Morais

[email protected]

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dois × 1 =