Covid-19: cinco capitais suspendem vacinação total ou parcialmente

Covid-19: cinco capitais suspendem vacinação total ou parcialmente
Fonte: Agência Brasil

Capitais de cinco estados suspenderam total ou parcialmente a aplicação de vacinas contra a covid-19 entre ontem (21) e hoje (22). As restrições ou suspensões se devem à alta adesão da população, à dificuldade de reabastecimento das doses adquiridas pelo Ministério da Saúde e distribuídas pelas secretarias estaduais ou à criação de um calendário exclusivo para aplicação das doses de reforço.

Em Florianópolis (SC), a vacinação hoje está restrita à 2ª dose em pessoas com 67 anos ou mais. Também poderão se imunizar as pessoas que receberam a 1ª dose da AstraZeneca há mais de 90 dias ou da Coronavac há mais de 28 dias, mesmo que não tenham completado o calendário adequadamente.

As pessoas que se enquadram nesta categoria têm seis pontos fixos para procurar a vacinação. É preciso levar documento com foto e comprovante da aplicação da 1ª dose. As informações com os pontos de vacinação estão no site da prefeitura. Na capital catarinense foram vacinadas até hoje 220.807 pessoas.   

Em João Pessoa (PB), a imunização também foi limitada à 2ª dose para quem recebeu a 1ª dose da AstraZeneca há mais de 90 dias e para quem teve a aplicação da Coronavac há mais de 28 dias. Há 11 pontos para receber os imunizantes, divididos pelo tipo de vacina. Mais informações também disponíveis no site da prefeitura. Na capital paraibana foram imunizadas 405.667 pessoas.

Em Aracaju (SE), a aplicação da 1ª dose foi suspensa “em decorrência do quantitativo de pessoas vacinadas neste fim-de-semana acima da previsão estabelecida”. A cidade começaria a imunizar pessoas de 39 e 38 anos.

Na capital sergipana, a 2ª dose segue garantida. Quem possui essa dose da vacina da AstraZeneca agendada até o dia 30 de junho pode procurar um dos sete pontos da campanha de vacinação. Até agora, foram vacinados em Aracaju 252.145 pessoas, correspondente a 37,92% da população.   

Em Campo Grande (MS), a aplicação das doses também contemplou apenas a 2ª dose das marcas AstraZeneca e Coronavac. Poderão ser imunizadas as pessoas que receberam a 1ª dose da Coronavac até o dia 2 de junho ou que tiveram a aplicação da 1ª dose da AstraZeneca até o dia 22 de abril. A vacinação fez parte de um calendário exclusivo para aplicação das doses de reforço e a expectativa da secretaria é vacinar cerca de 5 mil pessoas.

Foram disponibilizados pontos no sistema drive-thru, em postos de saúde quanto em unidades de saúde da família. A relação com os locais onde é possível se vacinar foi publicada no site da prefeitura de Campo Grande ().

Em São Paulo, os estoques foram utilizados ontem com a alta adesão da população, tendo 90% dos cidadãos entre 50 e 59 anos recebido a 1ª dose. Amanhã deve haver o retorno da aplicação da 2ª dose na capital paulista.

Em nota, o governo de São Paulo afirmou que “atua em sintonia com a prefeitura da Capital, enviando doses à medida que o Ministério da Saúde disponibiliza novos imunizantes”. A administração estadual acrescentou que o ministério disponibilizou hoje para o município 181 mil doses para a continuidade da vacinação em primeira dose e 30 mil para a imunização de segunda dose. 

A reportagem procurou as demais secretarias de estado de Saúde dos estados citados e o Ministério da Saúde e aguarda posicionamento.

Matéria atualizada às 17h39 para acréscimo do posicionamento do governo de São Paulo

Covid-19: cinco capitais suspendem vacinação total ou parcialmente

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dezessete − 11 =