Pandemia foi lembrada pela maioria dos artistas (Foto: Adriana Mosquera)

O 47º Salão Internacional de Humor de Piracicaba, que acontece de forma virtual entre os dias 29 de agosto e 29 de setembro, já tem o número de obras definidas: serão 316 trabalhos de 172 artistas e 32 países. A princípio, a edição 2020 poderá ser visitada no site do Salão. Segundo Erasmo Spadotto, diretor do Cedhu (Centro Nacional de Documentação e Pesquisa do Humor Gráfico), a covid-19 foi tema que mais apareceu nos trabalhos.

A seleção aconteceu no fim de semana passado num formato inédito: cada juri ficou responsável pela escolha de obras de uma categoria específica (caricatura, cartum, charge, tiras, Saúde e Comunicação), diferente de anos anteriores, em que todos se reuniam em um local para eleger, em comum acordo, toda a mostra. Ao todo, foram 2.577 trabalhos inscritos. Cada especialista escolheu 50 obras e 16 esculturas.

A lista dos selecionados está disponível no link. “Um resultado satisfatório. O tema mais explorado foi a covid-19, inevitável. É algo que estamos passando e apareceu bastante, principalmente na categoria Saúde”, destaca Spadotto. Ele também enaltece a qualidade das obras da categoria Comunicação. “É um tema bem colocado, atual. Estamos no isolamento, muitos em home office, e nos comunicamos muito neste momento pelas redes socais, por exemplo”.

Os temas analisados também trouxeram humor em meio a tempos incertos, com trabalhos que abordaram o descrédito da ciência e da valorização ambiental. A tecnologia e a questão social também foram mais fontes de inspiração para os artistas. “Um salão diferente dos anteriores e estamos no caminho certo”, aponta o diretor do Cedhu.

O júri de premiação realizará nos dias 17 e 18 de agosto a seleção das obras vencedoras do 47º Salão.

“A tarefa de selecionar e premiar sempre é difícil, principalmente neste momento em que temos que nos adequar ao novo, porém é realizada por grandes profissionais que executam seriamente a atribuição de escolher, entre tantos, os trabalhos que garantirão mais uma edição de sucesso”, diz Rosângela Camolese, secretária da Ação Cultural e Turismo.

Salãozinho
O Salãozinho de Humor, voltado aos artistas mirins, atinge a maioridade este ano. Recebeu 1.050 obras e dia 11 deste mês, conta Spadotto, o Cedhu recebe dois arte-educadores, que selecionarão 50 obras para a mostra oficial virtual, com duas premiadas. “Um evento muito importante para divulgar novos artistas”.

Erick Tedesco

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

catorze + 9 =