Covid-19: Piracicaba começa a vacinar pessoas com comorbidades de 25 anos ou mais

Foto: Amanda Vieira/JP

Há vagas ainda para diversos grupos, como de pessoas com 60 anos ou mais

A Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), irá ampliar a faixa etária do grupo de pessoas com comorbidades para vacinação contra Covid-19. A partir das 16h de hoje, 28/05, as pessoas com mais de 25 anos que se enquadrem nos critérios de comorbidades já poderão se agendar. A agenda para esse público será aberta no site VacinaPira.

A SMS lembra que diversos outros grupos já estão com as agendas abertas e ainda constam com vagas disponíveis no VacinaPira. São eles:

• Pessoas com 60 anos ou mais (1ª e 2ª dose – conforme período de intervalo de cada vacina);
• Pessoas com deficiência permanente cadastradas no Benefício de Prestação Continuada (BPC) de 40 a 59 anos (1ª dose);

• Gestantes com comorbidades e puérperas com comorbidades, ambas com 18 anos ou mais (1ª dose);

• Pessoas com síndrome de Down com 18 anos ou mais (1ª dose);

• Pessoas transplantadas de órgão sólido e medula óssea em uso de imunossupressores com 18 anos ou mais (1ª dose);

• Profissionais da educação com 47 anos ou mais (2ª dose).

COMORBIDADESConfira abaixo os documentos que as pessoas com comorbidades de 25 anos ou mais devem apresentar para tomar a vacina:

Comprovante em versão original sobre a comorbidade, podendo ser: laudos, declaração, prescrições médicas ou relatórios médicos com descritivo ou CID da doença ou condição de saúde, assinado e carimbado, constando o CRM do(a) médico(a);

Comprovante de residência em Piracicaba;

Documento com número de CPF da pessoa a ser vacinada;

Documento de identificação com foto da pessoa a ser vacinada;

As grávidas devem apresentar ainda comprovante de acompanhamento e/ou pré-natal ou laudo médico e apresentar ainda a prescrição médica para receber a vacina;

As puérperas podem utilizar a declaração de nascimento da criança.

2ª DOSE – A SMS reforça que o calendário vacinal só fica completo após tomar as duas doses do imunizante. As pessoas que já estão em atraso para receber a 2ª dose também podem fazer o agendamento pelo VacinaPira. Para receber a 2ª dose, além dos documentos de identificação (RG e CPF) e comprovante de residência, também deve-se apresentar a carteirinha de vacinação da 1ª dose.

ZONA RURAL – Pessoas pertencentes aos grupos prioritários que residem na Zona Rural, nos bairros Anhumas, Ártemis, Tupi, Ibitiruna, Santana, Santa Olímpia e Tanquinho, serão vacinados na unidade de saúde do respectivo bairro e não precisam fazer o agendamento. Para isso, devem levar comprovante de residência em seu nome ou declaração e CPF.

Confira abaixo a relação de comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde:

• Doenças cardiovasculares

• Insuficiência cardíaca (IC)

• Cor-pulmonale (alteração no ventrículo direito) e hipertensão pulmonar

• Cardiopatia hipertensiva

• Síndromes coronarianas

• Valvopatias

• Miocardiopatias e pericardiopatias

• Doença da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas

• Arritmias cardíacas

• Cardiopatias congênitas no adulto

• Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados

• Diabetes mellitus

• Pneumopatias crônicas graves

• Hipertensão arterial resistente (HAR)

• Hipertensão arterial – estágio 3

• Hipertensão arterial – estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade

• Doenças neurológicas crônicas

• Doença renal crônica

• Imunossuprimidos (transplantados; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas em uso de corticoides; pessoas com câncer)

• Anemia falciforme e talassemia maior (hemoglobinopatias graves)

• Obesidade mórbida

• Cirrose hepática

Da Redação

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

20 − 5 =