Covid-19: Prefeitura cria ações para evitar aglomerações nas salas dos velórios

Reunião aconteceu na tarde desta quarta-feira (18). (Crédito: Divulgação)

O vice-prefeito, José Antônio de Godoy, se reuniu hoje (18) com representantes dos grupos funerários: Unidas e Bom Jesus. A intenção foi discutir como promover ações para evitar aglomerações nas salas dos velórios. Segundo informações, os grupos são responsáveis por cerca de 3 mil velórios/ano.

Godoy explicou que, desde a última sexta-feira (13), o prefeito Barjas Negri vem se reunindo com vários segmentos da cidade, procurando ouvir e tirar algumas dúvidas de como todos vão enfrentar o coronavírus, principalmente neste momento de divulgação em massa das medidas preventivas.



Após ouvir os representantes das funerárias, tendo como base a posição tomada pela Prefeitura de São Paulo, entre outras, ficaram definidas as seguintes recomendações:

1-) Aos velórios que serão realizados a partir de amanhã (19), é recomendado que entrem até no máximo 10 (dez) pessoas por sala, evitando as aglomerações, principalmente de pessoas idosas.

2-) As famílias devem, acompanhado das funerárias, discutir a possibilidade de redução do tempo do funeral, das cerimônias religiosas e de sepultamento, inclusive no crematório.

3-) As pessoas devem evitar, se possível, velórios em residências, igrejas, auditórios e salões nobre.

4-) Durante esse período, as funerárias vão propor às famílias a divisão dos velórios nos Cemitérios da Saudade, Vila Rezende e Parque da Ressurreição, e no velório Tupi.

Caberá à Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Sedema) a confecção de cartazes – para que sejam afixados nos velórios e nas sedes dos grupos – com esse acordo que foi discutido na Prefeitura de Piracicaba.