Covid-19: Santa Casa toma medidas para segurança de funcionários e pacientes

Entre as equipes nas linhas de frente do cuidado e assistência está a da enfermagem. (Divulgação)

“Estamos trabalhando por você; fique em casa por nós!”. A frase viralizou nas redes sociais, resumindo o apelo dos milhões de profissionais de saúde que se mantêm nas linhas de frente para garantir assistência médica em hospitais e unidades de saúde de todo o país. Neste cenário, a Santa Casa de Piracicaba reforçou a iniciativa e, segundo o infectologista Hamilton Bonilha de Moraes, coordenador do SCIH (Serviço de Controle de Infecção Hospitalar), a orientação deve ser seguida para fortalecer as barreiras que o Brasil e o mundo tentam impor ao novo coronavírus.


“Ao permanecer em casa, quem não tem o coronavírus se protegerá dele; e quem é portador do novo vírus evitará sua maior disseminação”, explicou.


O infectologista revela que, para maior controle da situação e segurança de todos, a Santa Casa tem mantido reuniões regulares com suas equipes de médicos, gestores e lideranças para adoção de medidas e implantação de protocolos de atuação, conforme orientações dos órgãos competentes de saúde. “Por se tratar de uma nova doença, as orientações vão sendo atualizadas de acordo com o posicionamento da comunidade científica; e estamos atentos a todas elas”, explica.


Segundo Bonilha, como prevenção, o Hospital liberou para home office (serviço à distância, de casa) funcionários com idade superior a 60 anos, gestantes e integrantes de grupos de risco (hipertensos, diabéticos e imunossuprimidos). Também instituiu o uso de máscaras por todos os funcionários em circulação pelo Hospital, com atenção especial às unidades de maior risco, como as UTIs (unidades de terapia intensiva).

LEIA MAIS:


O cuidado é grande, sobretudo com relação ao fluxo de pacientes, com a implantação de medidas de segurança para quem apresentar sintomas da doença. “Temos recebido todo apoio da Mesa Diretora e Administrativa da Santa Casa, que tomou todas as providências para que não nos faltem máscaras, luvas, aventais e equipamentos”, disse Bonilha enfatizando o comprometimento da direção do Hospital com as medidas preventivas necessárias à saúde e segurança de todos.


O infectologista informa que o Hospital também destinou Unidade específica para receber pacientes com suspeita ou portadores do coronavírus. “São leitos de UTI, implantados em Unidade específica para o isolamento desses casos”, disse.


Outro ponto que tem recebido atenção primordial e constante por parte do SCIH e do setor de Gestão do Cuidado é o processo de qualificação das equipes. Segundo a enfermeira Denise Laustenchlaeger, as equipes estão bem treinadas e com rotinas bem específicas estabelecidas por meio de treinamentos precisos.


Integram esse esforço coletivo as equipes multiprofissionais de médicos, enfermeiros, higienização, lavanderia, nutrição, fisioterapia, fonoaudiologia, farmacêuticos, assistentes sociais e psicólogos.


Denise  complementa lembrando que a rotina de visitas também foi alterada no Hospital. “Precisamos reduzir ao máximo o número de pessoas circulando no ambiente hospitalar, para maior segurança dos pacientes internados, das equipes de saúde, dos familiares e visitantes”, ponderou. Outra iniciativa foi o incentivo à carona consciente entre funcionários do Hospital, em decorrência da menor circulação de transporte coletivo.

Da Redação