CPI da Merenda dá sequência à fase de escuta

Estão programadas até sexta-feira (20) três novas reuniões para a coleta de depoimentos de testemunhas chamadas pela CPI (comissão parlamentar de inquérito) que investiga o fornecimento de merenda escolar na rede de ensino público de Piracicaba. As oitivas, como são chamadas as escutas, acontecem no plenário da Câmara, sempre às 9h30. As sessões ocorrem desde a última sexta-feira (13) e servem para ouvir pessoas que possam fornecer esclarecimentos sobre os contratos mantidos pela Prefeitura com empresas do setor e a qualidade do serviço.

É prerrogativa da comissão a convocação de pessoas para prestarem depoimento, sempre na condição de testemunhas. A CPI da Merenda foi instalada em 8 de abril, com a nomeação de seus integrantes, e teve seus trabalhos prorrogados, ao final dos primeiros 90 dias de atividades, por igual período. Tem como presidente Cássio Luiz Barbosa, o Cássio Fala Pira (PL), como relator Acácio Godoy (PP) e como membro Paulo Camolesi (PDT). De acordo com Cássio Fala Pira, estão sendo chamados às oitivas servidores de carreira da Secretaria Municipal de Educação, trabalhadores das prestadoras de serviços e representantes das empresas de alimentação escolar. “São muitas pessoas para serem ouvidas”, aponta o presidente da CPI, destacando a importância da coleta de indícios que ajudarão nas investigações. Os departamentos Legislativo e Jurídico e de Transparência da Câmara dão suporte técnico às reuniões da comissão, que emitirá relatório ao término dos trabalhos.

Da Redação

Leia Mais:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

quatro × 2 =