Criança de 11 anos é flagrada vendendo drogas

Garoto foi levado à Deic com o acompanhamento do Conselho Tutelar (Divulgação/Deic)

Um garoto de apenas 11 anos foi flagrado comercializando drogas, no Jardim Novo Horizonte, anteontem pelos policiais civis da 2ª Dise/Deic (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes da Divisão Especializada de Investigações Criminais). Ele foi flagrado mexendo próximo a um poste e entregando algo para o motorista de um veículo que por ali passava. Próximo ao menino, os policiais encontraram  porções de crack e cocaína. Ele foi levado à sede da delegacia especializada com o acompanhamento do Conselho Tutelar, pois de acordo com a atual legislação, menores de 12 anos são considerados absolutamente incapazes e não podem responder por ato infracional, bem como não podem ser penalizados.

OUTROS CASOS

Em outra ação, no Bosques do Lenheiro, na última terçafeira (01), um adolescente de 17 anos foi apreendido após ser surpreendido com 30 porções de crack na cueca, durante uma ação realizada pelos policiais civis da 2ª Dise/Deic. Na casa do menor, os agentes localizaram 316 porções de crack, dez porções de skunk. Eles surpreenderam o jovem no momento em que saía de sua residência.  O menor teria sido flagrado com as porções de cocaína na cueca. Na casa do adolescente, os policiais os policiais encontraram mais 199 porções de crack e dez porções de skunk. Dentro de uma jaqueta apreenderam mais 117 porções de crack.

Anteontem, um comerciante de 42 anos também foi preso pela 2ª Dise/Deic após ser acusado vender entorpecentes. Na casa do suspeito, os policiais teriam localizado R$ 1,2 mil, 14 porções de cocaína e mais uma quantidade da mesma droga que ainda seria separada para porções para a comercialização.

Ontem de manhã, na Vila Cristina, policiais do GOE (Grupo de Operações Especiais) apreenderam 11 porções de cocaína que estavam escondidos em um cano d’água. Um adolescente que foi localizado nas imediações negou seu envolvimento com a venda de entorpecentes.

Todos foram encaminhados à sede da delegacia especializada, mas somente os maiores permaneceram presos.  A criança e os adolescentes foram liberados.

LEIA MAIS

Cristiani Azanha

[email protected]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

7 + 18 =