Criando filhos para o sucesso

Foto: Pexels

Criar filhos nunca foi tão desafiador quanto atualmente. Moldar o caráter de uma criança é ainda mais urgente à medida que ela é confrontada todos os dias com valores opostos aos dos pais. Hoje, os filhos são diariamente bombardeados por mensagens confusas das mídias sociais, da internet, de outros adultos e dos amigos.

Essas ideias conflitantes conduzem as crianças por um caminho que as desestabiliza para muitos males da sociedade, como violência, imoralidade, abuso e descriminação. As estatísticas de homicídio entre adolescentes, bullying nas escolas, tiroteios dentro de instituições de ensino, suicídio e vício em drogas e álcool que refletem mudanças significativas na natureza da infância.

Logo, é muito mais difícil para as crianças aprenderem as lições básicas de domínio próprio, autoestima e empatia. Na realidade, hoje elas são mais propensas à doenças como depressão, ansiedade e comportamento impulsivo do que no passado. Ao mesmo tempo os pais se sentem mais pressionados economicamente, o que os leva a trabalhar mais, sobrando menos tempo para passarem com os filhos.

Apesar desses desafios, os pais continuam sendo a melhor proteção contra o envolvimento dos filhos em comportamentos de risco, como o consumo de álcool, drogas e distúrbios alimentares. Os pais que desempenham diariamente um papel ativo na criação dos filhos acabarão colhendo as recompensas ao vê-los crescer e se tornarem adultos saudáveis e responsáveis. Mas como educar filhos não é uma ciência exata e que também não tem garantias, os pais que aproveitam ao máximo o tempo com os filhos terão maior probabilidade de influenciá-los e prepará-los para a idade adulta e conseguirão interferir em situações que mostrem desvio de comportamento no início, o que traz maior possibilidade de cura.

Há momentos na vida, em que cuidar dos filhos parece ser uma tarefa insignificante. Trocar fraldas, limpar uma camisa manchada, definir rotina e horários ou fazer um adolescente arrumar o quarto e ajudar nas tarefas domésticas, parecem apenas atividades de uma rotina sem graça e incessante. No entanto, educar é uma das tarefas mais importantes e desafiadoras confiadas aos seres humanos.

Pense na relevância de ensinar uma criança que não será apenas obediente, mas crescerá e terá um caráter maduro, uma autoestima saudável, saberá administrar as próprias emoções e construirá relacionamentos sadios com outras pessoas. CRIAR FILHOS TEM A MAIS SUPREMA IMPORTÂNCIA! É claro que não existem pais perfeitos, somos seres em constante evolução e aprendizado, mas temos o dever de cuidar dos nossos filhos com atenção, dedicação e muito carinho. Vale destacar que a autoestima é formada pela quantidade e qualidade de amor recebido e percebido, então nunca é demais demonstrar para o seu filho através de gestos, palavras e ações o quanto esta relação e a vida dele é importante para você.

Muitas pessoas acreditam que pelo fato de conviverem na mesma casa, por colocarem comida na mesa e por pagarem as contas, o filho já deve se sentir amado e grato, porém não é bem assim que funciona, filho precisa de atenção e dedicação. Uma vez ouvi uma frase que fez muito sentido para mim: PARA TER FILHO NÃO SE PODE TER PREGUIÇA! Reflita sobre esta frase e no quanto a preguiça pode trazer prejuízos para esta relação e para o caráter e educação do seu filho.

Aprender com os erros faz parte do processo de crescimento. Seu filho provavelmente não fará o que você diz, mas com certeza, fará o que você faz. Desenvolva a inteligência emocional do seu filho e assim ele terá habilidade para administrar suas próprias emoções mesmo em situações muito estressantes. Tem algo melhor do que ter um filho feliz e resolvido? Semana que vem tem mais!!!

Com carinho, Fabiane Fischer

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dezessete − cinco =