Cufa lança o projeto Mães da Favela Futebol Clube

Campanha nacional visa arrecadar alimentos e amenizar a situação de vulnerabilidade social - Crédito foto: Divulgação

A Cufa (Central Única das Favelas) promove entre os dias 21 e 27 deste mês, o projeto Mães da Favela Futebol Clube, que tem como objetivo a arrecadação de alimentos em todos os estados do território brasileiro.

A campanha conta com as parcerias da Comunidade Door, da Frente Nacional Antirracista e de vários clubes de futebol profissional do país, entre eles: o São Paulo, Corinthians, Palmeiras, Santos, Internacional de Porto Alegre, Grêmio, Flamengo, Ceará e Fortaleza.

A expectativa dos organizadores da campanha nacional é arrecadar em média 350 toneladas de alimentos em cada estado, totalizando 12 mil toneladas de doações, o que é o equivalente a R$ 100 milhões. As cestas básicas serão distribuídas para o projeto Mães das Favelas e destinadas às famílias em situação de vulnerabilidade de todo o Brasil.

“As pessoas sabem que estamos atravessando um momento difícil e têm se mostrado muito solidárias, mas também percebemos que essa percepção do povo aliada ao apoio dos representantes de uma paixão nacional, que é o futebol, engaja muita gente a doar e dessa forma, esperamos conseguir apoiar ainda mais o projeto Mães da Favela que precisam desse apoio. É um momento de união, não existe rivalidade entre clubes.” afirma Celso Athayde, fundador da Cufa.

Em Piracicaba, a campanha vai contar com as participações das torcidas organizadas e das equipes do futebol amador da cidade. Os locais de arrecadação e a relação completa com todas as entidades e clubes participantes serão divulgados nos próximos dias.  

“É de suma importância que o futebol da cidade de Piracicaba participe integralmente desse projeto, unindo as empresas parceiras, as equipes do futebol amador e as torcidas organizadas. É preciso unir forças para combater a fome, que é o verdadeiro adversário nesse momento.” – disse o coordenador da Cufa em Piracicaba, Herold Eugênio.

Sobre a Cufa

A Cufa está presente há mais de 20 anos nas favelas brasileiras, promovendo atividades nas áreas de educação, lazer, esportes, cultura e cidadania. Em 2020, a Cufa se deparou com o desafio da pandemia e a necessidade urgente de amenizar os efeitos dessa crise econômica e de saúde pública que atingiu as favelas em todo o Brasil.

Por meio do programa Mães da Favela, a instituição mobilizou em 2020 um total de R$ 187 milhões para o atendimento de mais de um milhão e meio de famílias de cinco mil favelas de todo o Brasil e até o mês de maio de 2021, atingiu um total de R$ 76.923 milhões.

Diante do agravamento do quadro da pandemia e da situação econômica do país, a Cufa, em conjunto com a organização brasileira do movimento negro, a FNA (Frente Nacional Antirracista) e a ONG (Organização Não-Governamental) Gerando Falcões, de Poá, criou o Panela Cheia Salva. Uma campanha feita para arrecadar recursos para a compra de cestas básicas para pessoas em situação de vulnerabilidade.

Edilson Morais

[email protected]

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

quinze − três =