Cufa organiza ação para repor doações perdidas em incêndio

Roupas e cestas básicas foram perdidas (Divulgação)

A Cufa (Central Única das Favelas) está correndo contra o tempo para conseguir as arrecadações para atender as famílias carentes neste Natal. Na última quarta-feira (2), um incêndio no centro de distribuição do grupo em Heliópolis destruiu de cestas básicas, roupas, sapatos, produtos de higiene e limpeza, brinquedos e outros itens que atenderiam a 150 favelas no Estado de São Paulo.

O grupo iniciou uma ação emergencial de arrecadação para reposição de doações que será expandida nacionalmente, com intuito de atender as quase 5 mil favelas assistidas pela organização em todo o país neste fim de ano, o Natal da Cufa. Quem quiser ajudar pode fazer doações pela internet (https://www.vakinha.com.br/vaquinha/natal-da-cufa). A iniciativa continuará até o dia 20.

“Estava sendo feito um grande esforço para a organização das doações e para que elas chegassem a quem mais precisa no Natal. Incidentes como este só reforçam a importância da rápida mobilização e solidariedade. Já estamos recebendo ligações de várias empresas parcerias da Cufa que nos ajudaram durante a pandemia para fazer com o que Natal aconteça nas favelas e é por isso que vamos expandir a ação nacionalmente”, explica Celso Athayde, Fundador da Cufa.

LEIA MAIS

Em Piracicaba, os voluntários da Central percorreram as comunidades do Caiubi e Alto da Esperança receberão cestas básicas e 300 produtos da empresa Genomma, que detém a marca Cicatricure, em setembro de 2020.
No mês anterior, os voluntários entregaram 628 cestas básicas para as comunidades Frederico, Renascer, Portelinha, Vitória e Conquista.

Somente durante os meses da pandemia, os voluntários já doaram na região 50 toneladas de alimentos, 200 mil álcool em gel, 117 mil sabonetes, dez toneladas de frango, duas toneladas de picanha e cinco toneladas de hambúrguer, além de gás de cozinha, cestas básicas, roupas doadas da Renner, ovos, salsicha, verduras, cosméticos, roupas, brinquedos.

Recentemente, o grupo também lançou a Campanha “Mães da Favela x Cufa Contra o Vírus”. Aproximadamente 100 líderes e voluntários do grupo percorrem as regiões mais carentes para auxiliarem na distribuição de kits de higiene. A Cufa Campinas 20 cidades, incluindo a região de Piracicaba.

De acordo com a Cufa, as mães também recebem uma bolsa de R$ 240,00 chamada “Vale Mãe”, PicPay. As mães-solo que não possuem aparelho celular receberam através de Tickets Alimentação da empresa Tickets Serviços, nova parceira da Cufa no programa. Com esta campanha de grande impacto Cufa ultrapassa R$ 50 milhões mobilizou mais de R$ 50 milhões, neste programa que já contempla mais de 25 mil mulheres, chefes dos seus respectivos lares.

Cristiani Azanha
[email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dois × dois =