Curados de covid-19 superam o total de pacientes em tratamento

Ao deixar o hospital, o neurologista Moisés Lara se ajoelhou para agradecer a Deus (Foto: Divulgação)

O número de pacientes curados de covid-19 em Piracicaba supera o total de pessoas que estão em tratamento contra a doença. De acordo com as informações da prefeitura, até ontem a cidade contabilizava 2.529 pessoas curadas ante as 1.281 que seguem se tratando.

O percentual de recuperados diante do total de casos confirmados também é alto; são 64%, dos 3.921 infectados, até essa quarta-feira.

O neurologista intensivista da Santa Casa de Piracicaba, Moisés Oliveira Lara, deixou, esta semana, as estatísticas dos infectados em tratamento para aumentar o número dos curados. Segundo ele, em uma sexta-feira, acordou com dor de cabeça e os sintomas foram progredindo ao longo do dia. “Percebi que algo estava errado quando fui comer uma fruta e não senti o gosto, o cheiro também havia mudado. Paralelo a isso a dor de cabeça fi cava insuportável, dor terrível também em todas as partes do corpo, meu fôlego foi fi cando curto, minha respiração mudou”.

Os sintomas foram progredindo com todo tipo de piora, segundo Moisés. “Uma falta de ar terrível que foi piorando, até que quatro dias depois de saber o que eu tinha e já em isolamento, eu estava um trapo. Não era mais a mesma pessoa e foi quando decidi pedir ajuda. Falei com a Denise (Lautenschlaeger, gestora do cuidado], com o Sérgio [Pacheco Jr., cardiologista coordenador intensivista da ala covid-19 da Santa Casa) e pedi que me socorressem. A Cássia (Freitas, enfermeira supervisora do Ambulatório) veio me buscar. Quando cheguei à Santa Casa estava com muita falta de ar, com muito desconforto, tendo febre, realmente muito mal, mas a partir do momento que eu pisei neste hospital, minha vida começou a mudar, e mudar para melhor”, relatou.

CONVERSA COM DEUS

Nos dias que se passaram Moisés disse que teve uma “conversa séria” com Deus. “Pedi a Ele o tempo todo que me ajudasse a sair dessa situação, por que eu queria continuar fazendo o que ele tinha escolhido pra mim, de certa forma, em outros momentos da minha vida, que é trabalhar para o bem e a saúde do próximo. E com fé, minhas súplicas ao Senhor foram atendidas. Não sei exatamente porque, mas eu me sinto com uma missão ainda mais especial. Vou procurar honrar toda essa bênção, toda essa graça, com muito mais energia, atenção, carinho e com muito mais amor à vida, à Santa Casa, aos pacientes, aos amigos. Tudo, a partir deste episódio ganhou uma nova dimensão em minha vida”, contou emocionado.

Moisés recebeu alta na última segunda-feira à noite para terminar o tratamento em casa, em isolamento. Ontem ele informou, por meio de mensagem, que não sentia mais dor ao respirar e que sua melhora evolui diariamente. “Em breve estarei de volta fazendo o que eu mais amo: cuidar de pessoas”, disse.

CASOS EM PIRACICABA

Ontem Piracicaba registrou mais um dia de mortes e mais diagnósticos positivos de covid-19. Cinco pessoas morreram vítimas da doença e 135 receberam resultado positivo.

Os mortos são cinco homens de 56, 77, 78, 80 e 87 anos. Já os infectados são 64 homens de oito a 78 anos e 71 mulheres com idades entre dois e 92 anos.

MAIS LEITOS

A Prefeitura de Piracicaba anunciou ontem uma mudança na logística de atendimento a covid-19 na cidade. Serão disponibilizados mais nove leitos de enfermaria na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Piracicamirim, passando de 31 para 40.

Além da tenda e da UPA, a Secretaria de Saúde está ampliando os leitos da UPA da Vila Rezende com mais 17 unidades, sendo 15 de enfermaria e dois com respiradores.

Já o prédio da antiga UPA da Vila Sônia será adaptado para ser mais uma unidade de atendimento CE covid-19, com 25 leitos de enfermagem e dois de estabilização. A pasta também anunciou a contratação de 50 profi ssionais entre médicos, enfermeiros e auxiliares para reforçar o time de atendimento.

NO ESTADO

O Estado de São Paulo registrou nesta quarta-feira 16.788 óbitos e 341.365 casos confirmados do novo coronavírus. Dos 645 municípios, houve pelo menos uma pessoa infectada em 629 cidades, sendo 398 com um ou mais óbitos. Entre o total de casos diagnosticados de covid-19, 199.005 pessoas estão recuperadas, sendo que 49.826 foram internadas e tiveram alta hospitalar. Entre as vítimas fatais estão 9.696 homens e 7.092 mulheres. Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 74,5% das mortes.

VOLTA DO FUTEBOL

O Governo do Estado confirmou ontem que as partidas ofi ciais de futebol poderão ser retomadas em São Paulo a partir do próximo dia 22. Os jogos não poderão receber torcedores e só serão realizados em cidades que estão na fase amarela do Plano São Paulo de enfrentamento ao coronavírus. Atualmente, somente a capital e outras 15 cidades da Região Metropolitana estão na etapa intermediária do Plano São Paulo. Ainda haverá duas reclassificações das 17 regiões de saúde do estado antes da retomada do Paulistão, com possibilidade de autorização de partidas em outras cidades do interior e litoral.

Além dos portões fechados ao público e restrições territoriais de acordo com a evolução da pandemia, a FPF terá que cumprir um rigoroso protocolo sanitário para organizar os jogos. O Campeonato Paulista ainda possui duas rodadas de classificação e outras quatro de eliminatórias a cumprir, com previsão de disputa da decisão no dia 8 de agosto.

Beto Silva