De 11 pessoas internadas na UTI, em Piracicaba, 8 não foram vacinadas

Foto: Arquivo/JP

Saúde registrou ontem um novo recorde de casos positivos da doença, foram 449 diagnósticos positivos em 24 horas

Das 11 pessoas internadas em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para pacientes com covid-19, em Piracicaba, oito não foram vacinadas, segundo informações da Secretaria de Saúde do município. Os dados se referem aos internados até a quinta-feira (13). Segundo a pasta, os outros três pacientes estão imunizados contra o novo coronavírus. Nesta sexta-feira (14) a Secretaria de Saúde registrou a morte de três mulheres por covid-19. As pacientes tinham 48, 84 e 85 anos de idade. Com os óbitos de ontem, a cidade tem 1.403 mortos pela doença desde o início da pandemia.

A pasta registrou ontem um novo recorde de casos positivos da doença, foram 449 diagnósticos positivos nas últimas 24 horas.
Entre os infectados estão 248 mulheres com idades entre um e 76 anos e 201 homens de um a 94 anos de idade. Com os novos casos, Piracicaba contabiliza 73.662 casos confirmados, 128 suspeitos, 117.454 mil casos descartados, 69.216 pacientes recuperados e outros 3.043 pessoas em tratamento contra a doença.

Nesta sexta-feira, a taxa de ocupação da UTI-SUS (Sistema Único de Saúde) estava em 52%, e a enfermaria estava ocupada em 76% da capacidade. Já no setor privado, os leitos intensivos estavam ocupados em 13%, e a enfermaria em 50%.

VACINAÇÃO
A Secretaria de Saúde de Piracicaba anunciou ontem que as pessoas que estão em atraso para receber a segunda dose da vacina contra a covid-19 vão poder ser vacinadas neste sábado (15) sem agendamento, no Crab (Centro de Referencia da Atenção Básica) da Vila Rezende, das 8h às 15h.

A pasta realiza a ação de imunização das pessoas em atraso desde junho do ano passado com objetivo de que toda a população complete o esquema vacinal contra a covid-19 no município. O Crab Vila Rezende fica na avenida Santo Estevão, 394.

Estar em atraso para tomar a segunda dose da vacina contra a covid-19 significa ter recebido a primeira dose da CoronaVac/Butantan há mais de 28 dias, da AstraZeneca/Oxford/Fiocruz há mais de oito semanas e da Pfizer (pessoas com 18 anos ou mais) há mais de 21 dias e da Pfizer (adolescentes de 12 a 17 anos) há mais de oito semanas. Para receber a segunda dose, a pessoa deve apresentar o comprovante de vacinação com a primeira dose, documento de identificação com foto, CPF e comprovante de residência em Piracicaba (não necessariamente no nome da pessoa que será vacinada).

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

oito + 2 =