Eventos são promovidos pelo governo do Estado e na sexta-feira (20) secretário de saúde conversa com especialista em anemia falciforme

Na semana em que é celebrado o Dia da Consciência Negra, na sexta-feira (20), a Secretaria de Estado da Saúde promove uma série de debates com o tema “Vidas Negras Importam”, com objetivo de estimular a discussão da saúde da população negra no SUS (Sistema Único de Saúde). As palestras são online e há programação até a próxima semana.


O tema do debate desta quinta-feira (19) é “agravos em saúde da população negra”, das 14h às 16h, pelo link. Na palestra, os participantes vão “apresentar as doenças prevalentes na população negra em função das condições sociais, condições de acesso a serviços e qualidade da atenção e por questões genéticas, com especial atenção à hipertensão e diabetes.

Na sexta (20), a mesa de debate terá o secretário de estado da saúde, Jean Gorinchteyn, pelo link, das 14h às 15h30. Será abordada a situação da população negra durante a pandemia. “Queremos marcar esta data, promovendo a valorização da diversidade étnico-racial, a qualificação da assistência médica e a discussão sobre doenças crônicas comuns entre a população negra, como o diabetes e a hipertensão, que acabaram expondo ainda mais esta população às complicações da covid-19”, afirma o secretário.


Uma das convidadas será a especialista em anemia falciforme, a pesquisadora da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), Márcia Pereira Alves dos Santos.

20 DE NOVEMBRO
O Dia da Consciência Negra faz referência ao dia da morte de Zumbi dos Palmares, um dos principais líderes contrários à escravidão no Brasil. Instituído a nível nacional desde 2011, a data visa levar para as salas de aula e demais ambientes a reflexão e discussão sobre as consequências sociais decorrentes do período de escravidão.

Andressa Mota

[email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

5 − dois =