Decoração de Natal vai custar nove vezes mais ao município

Foto: Alessandro Maschio/JP

Secretaria justifica o gasto como forma de recuperação econômica dos setores de turismo e comércio

A prefeitura pretende gastar mais de R$ 250 mil com decorações natalinas neste ano. O valor é nove vezes maior do que foi pago em 2020: R$ 27, 19 mil. Conforme a nova licitação – que entra em negociações no próximo dia 26 – deverão receber os adornos as passarelas sobre o rio Piracicaba (Pênsil e Estaiada), Centro Cívico (prefeitura), Casarão do Turismo (na Rua do Porto) e Engenho Central.

Para o presidente do Comturpi (Conselho Municipal de Turismo de Piracicaba), Rene Calil, a decoração “é, em primeiro lugar, uma forma de festejar a liberdade de convívio” e a data por si”. “A prefeitura ficou um tempo sem operação no turismo e essa é uma forma de receber bem o turista piracicabano, da região e até mesmo do País”.

O setor tem sofrido, com a pandemia de covid-19, uma baixa considerável nos últimos 18 meses. “A expectativa [de recuperação econômica] está concentrada na evolução na taxa de ocupação [dos hospitais] e na vacinação. Há um receio de que a doença volte. Também, como temos um hospital regional, o movimento é influenciado pela demanda que chega de outras cidades. Mas a população está consciente e tomando todos os devidos cuidados [nos espaços públicos] e se comportando de maneira exemplar”, relata Calil.

Na mesma linha, a Semdettur (SecretariaMunicipaldeDesenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo) defende que o valor é justificável para a decoração natalina. “Nesse ano de 2021, não foi possível realizar nenhum investimento em eventos turísticos por causa da pandemia. Sendo assim o projeto de Natal será um marco para retomada das atividades e liberação dos eventos públicos.”

A própria secretaria aponta os últimos gastos com o tema: em 2019 foi de R$ 61,87 mil em projeto exclusivo para a Ponte Pênsil; e, em 2020, já com a pandemia e fechamento das atividades não essenciais, foram R$ 27,19 mil também com a iluminação do mesmo local e sem atividades presenciais. Agora, para tentar recuperar algo em movimentação no turismo e comércio, os planos da prefeitura é também “trazer atividades que possam proporcionar benefícios culturais, sociais e turísticos para a população”.

Cristiane Bonin
[email protected]

LEIA MAIS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

2 × 5 =