Dedini 100 anos: Grupo tem engenharia própria e novas tecnologias

Planta de concentração de vinhaça à Usina Costa Pinto (Foto: Acervo Dedini)

A Dedini possui engenharia própria e é reconhecida mundialmente como uma grande desenvolvedora de soluções, processos, equipamentos e serviços inovadores.

Cada projeto é customizado, conforme as necessidades do cliente. E a proposta sempre é superar expectativas, no que diz respeito à performance, inovação, excelência e qualidade. Mantém parcerias com grandes empresas mundiais para transferência de tecnologia, inovação e intercâmbio com diferenciais estratégicos. As informações são de Fernando Boscariol, superintendente de Engenharia da Dedini.

“Na área de serviços, nossa equipe de profissionais está qualificada para oferecer estudos de viabilidade, avaliações iniciais de processo, projetos de engenharia, fabricação de equipamentos, supervisão de montagens, montagem, posta em marcha e comissionamento, e instalação de indústrias nas áreas em que detém a tecnologia”, destaca Boscariol.

Neste 100 anos, superou muitas crises, buscando rotas alternativas. Desenvolveu tecnologia na fabricação de plantas completas para a produção de etanol e açúcar e também para os segmentos de bioeletricidade e biodiesel. Passou a construir cervejarias, plantas para tratamento de efluentes, sucos e alimentos, celulose e papel, cimento, energia, fertilizantes, hidrelétricas, mineração, metalurgia, petróleo, gás, química e siderurgia.

Sintonizada com as novas tendências, a Dedini recentemente desenvolveu e fornece usinas de etanol a partir do milho e plantas integradas de biorrefinarias, com processos de conversão de biomassa em biocombustíveis, insumos químicos, alimentos e energia.

Fabrica e fornece equipamentos que são responsáveis por 80% do etanol produzido no Brasil e 20% do etanol produzido no mundo.