Troféu e selo são considerados um dos mais importantes reconhecimentos ao setor sucroenergético do País. (Foto: Visão Agro/Divulgação)

Na 17ª edição do Prêmio Visão Agro Brasil, realizada no dia 5 de dezembro, em Ribeirão Preto, a Dedini S/A Indústrias de Base foi premiada na categoria Geração e Cogeração de Energia. O superintendente comercial e industrial, Norivaldo Zimmermann, recebeu em nome da empresa o troféu e o selo alusivos a um dos mais importantes reconhecimentos ao setor sucroenergético, durante evento que reuniu mais de 300 profissionais.

“Mais uma vez nosso trabalho no segmento Geração e Cogeração de Energia é reconhecido, o que constitui motivo de grande orgulho para nossa empresa. Nos sentimos recompensados e motivados para oferecer ao mercado soluções tecnológicas de ponta”, diz Zimmermann.

O superintendente da Dedini disse que ficou claro durante a premiação o otimismo em relação ao RenovaBio, nome da Política Nacional de Biocombustíveis, que entra em vigor em 2020, e que trará novas oportunidades de negócios para o setor. “A Dedini está preparada para atender da melhor forma possível essa demanda”, disse Zimmermann, que esteve acompanhado do gerente comercial, Adilson Silva, e do gerente industrial, José Roberto Caruzo.

O prêmio Visão Agro Brasil é um reconhecimento a profissionais, empresas e entidades que fizeram a diferença e desenvolveram seus negócios com excelência e em prol do setor sucroenergético em diversas áreas do segmento.

Alex Ramos, presidente do Grupo Visão Agro, responsável pela premiação, reforçou o privilégio de receber os profissionais que se destacaram pelo empenho e pela dedicação ao setor sucroenergético.

DEDINI

A experiência e know-how da Dedini no setor de geração e cogeração e energia (objeto da premiação) podem ser mensurados por meio das mais de 1.500 caldeiras já fornecidas pela empresa.

Na unidade Piracicaba, a Dedini mantém em absoluto funcionamento as operações de caldeira especializada em aços inoxidável/carbono e ligas especiais, com capacidade coberta instalada com mais de 50.000 m² e uma carga fabril superior a 150 mil horas/mês. Com máquinas modernas, a Dedini está apta a atender todo o mercado de bens de capital, com retomada crescente em demandas de encomendas.

A Dedini Indústrias de Base é uma das maiores empresas de bens de capital do Brasil, a única da América Latina a construir usinas completas (as chamadas ‘Greenfield’ ou chave na mão). A empresa dispõe de fundição própria, laboratório de ensaios metalográficos, apoio técnico, laudo de avaliação e tem um sistema de reposição reconhecido no mercado, o RGD Programado, que já atende todo o Brasil e os cinco continentes, e profissionais altamente especializados. Com área de fabricação de 500.000 m² e tecnologia de ponta, a empresa fabrica e fornece equipamentos que permitem a produção de 80% do etanol produzido no Brasil e 20% do etanol produzido no mundo.

Da Redação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

20 − 8 =