Defesa Civil Estadual finaliza Operação Chuvas de Verão e dá início à Operação Estiagem

Ações de orientação e prevenção a ocorrências são realizadas em todo o Estado. (Foto: Governo do Estado de São Paulo)

A Defesa Civil Estadual encerrou nesta semana a Operação Chuvas de Verão, marcada por índices menores de chuva em comparação à operação anterior. A cidade de São Paulo, por exemplo, na operação de 2019/20, atingiu a marca de 1110.6 mm, frente a 779.8 mm do período atual.

Este ano foram registradas 308 ocorrências relacionadas às chuvas em 146 municípios do Estado. Com apoio do Instituto Geológico (IG) e Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), foram realizadas 21 vistorias técnicas de urgência para avaliar as condições de segurança e estabilidade dos munícipes. Ao todo, 25 óbitos foram registrados, número consideravelmente inferior aos 69 óbitos registrados no ano passado.

As regiões Sorocaba e Baixada Santista, que ano passado foram as mais impactadas, este ano registraram redução significativa no número de óbitos, desabrigados e desalojados. A região de Sorocaba, que tinha registrado 6 óbitos, 53 desabrigados e 295 desalojados, registrou no levantamento deste ano 1 óbito, 4 desabrigados e 23 desalojados. Já a Baixada Santista, que tinha registrado 46 óbitos, 808 desabrigados e 207 desalojados, registrou este ano 5 óbitos, 177 desabrigados e 11 desalojados.

Como ação de resposta, a fim de amenizar os danos dos municípios atingidos, foram disponibilizados 13.316 itens de ajuda Humanitária.

A Defesa Civil Estadual também atua de forma preventiva, com envio de mensagens por SMS para os números cadastrados no sistema 40199, que informa as condições meteorológicas atualizadas e possíveis ocorrências, bem como publica em suas mídias sociais (facebook, instagram, twitter e canal público do telegram) os principais alertas meteorológicos do Estado e dicas preventivas para cada tipo de ocorrência.

Operação Estiagem

De 1º de maio a 30 de agosto, a Defesa Civil realiza a Operação Estiagem. O período é marcado pela redução, atraso ou ausência de chuvas previstas para uma determinada temporada. Nessa época, o ar fica mais seco, propiciando problemas respiratórios, gripes e alergias e surgimento de focos de incêndio.

A expectativa para o ano de 2021 é um outono e inverno mais secos e menos frios que o normal, sem a estiagem extrema observada no ano passado. O mês de junho deve ser o mais seco de todos. Os meses de julho e agosto devem ser marcados por chuvas acima da média, o que poderá aliviar as condições atmosféricas para incêndios, mas não será suficiente para encher os reservatórios de água.

A região noroeste e oeste do Estado (Presidente Prudente, Araçatuba e São José do Rio Preto) merecem atenção pois tiveram um verão mais seco e já começaram o outono com a vegetação mais seca, o que tende a piorar com o passar do ano. Nessas localidades, a chuva se é mais frequente a partir de meados de outubro.

Em parceria com a Secretária de Estado de Infra Estrutura e Meio Ambiente, Polícia Ambiental e Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil realizará oficinas preparatórias para o período de estiagem, com objetivo de capacitar os agentes locais e comunidade para atuarem preventivamente frente aos problemas de estiagem, bem como formar brigadas municipais para combate a fogo em mato, que poderão atuar nos primeiros focos do incêndio ou em apoio ao Corpo de Bombeiros em sinistros maiores. “Estamos empenhados em minimizar essas ocorrências e combatê-las de modo eficaz e eficiente”, afirma Walter Nyakas Júnior, Secretário-Chefe da Casa Militar e Coordenador da Defesa Civil do Estado.

Para receber as notificações da Defesa Civil do Estado, basta enviar um SMS para o número 40199 com o CEP de interesse. A quantidade de CEPs para cadastro é ilimitado, mas deve ser feito um cadastro por vez. O serviço é totalmente gratuito.

Outra forma de obter informações e orientações preventivas frente a eventos climáticos intensos é por meio do site spalerta.sp.gov.br. Outras informações no site oficial defesacivil.sp.gov.br.

Todas as atividades da Defesa Civil do Estado e dicas preventivas podem ser acessadas no Facebook (@defesacivilestadual), Instagram (@defesacivilsp) e Twitter (@defesacivilsp).

Em caso de incêndio, acione o Corpo de Bombeiros imediatamente pelo telefone de emergência 193, ou acione também a Defesa Civil por meio do telefone 199.

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

nove + vinte =