Deic prende suspeito de assassinar travesti em Piracicaba

Delegada Juliana Ricci conduz a investigação (Claudinho Coradini/JP)

Um homem de 26 anos, suspeito de assassinar uma travesti de 24 anos foi preso pelos policiais civis da Deic (Divisão Especializada de Investigações Criminais. Ele foi localizado em Botucatu. Segundo a Polícia Civil, o acusado teria matado  a vítima à tiros, no bairro Verde, em Piracicaba, e, 10 de dezembro de 2020.

A delegada da 3ª DHPP (Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa) da Deic, Juliana Ricci disse que o suspeito teve o mandado de prisão temporária expedido pela Justiça por 30 dias. ” Não vamos falar ainda sobre o seu depoimento, porque ainda estamos em apuração. Temos 30 dias para a apuração e posso prorrogar pelo mesmo prazo, se necessário. Mas as investigações estão bastante adiantadas”, disse a delegada. O inquérito policial sobre o caso está em andamento e ainda não tem previsão para o término.

Segundo ela, o suspeito foi reconhecido por uma testemunha presencial do crime. “Tínhamos dois mandados de busca e apreensão para endereços em Piracicaba e Botucatu. Ambos foram cumpridos, além do mandado de prisão”, completou a delegada.

O CASO

O assassinato da travesti ocorreu às 22h30 de 10 de dezembro de 2020, na rua Monte Castelo, no bairro Verde, em Piracicaba. De acordo com o boletim de ocorrência, um denunciante relatou à polícia que ouviu barulho de tiros. Quando a PM chegou ao local crime, foi informada de que a vítima tinha sido socorrida à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Frei Sigrist na Vila Cristina. Em decorrência à gravidade do ferimento foi transferida à Santa Casa, mas não resistiu. “Desde a comunicação do crime, iniciamos a investigação sobre o caso. Apuramos, por meio de uma  testemunha presencial, que é profissional do sexo, que afirmou que ela anteriormente chegou a ter uma divergência por causa de discussão sobre o pagamento do programa. Chegou entrar em luta corporal com o suspeito.  Naquela ocasião, a vítima separou a briga. No entanto, o suspeito foi até ao carro pegou uma arma, atirou na vítima e depois fugiu”, afirmou a delegada.

Juliana acrescentou ainda que ainda serão apuradas várias circunstâncias sobre o crime.

LEIA MAIS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

três × um =