Deputado pede suspensão de pedágios na Região

O deputado estadual, Roberto Morais (Cidadania), membro efetivo da Comissão de Transportes e Comunicações da Assembleia Legislativa de São Paulo, solicitou em reunião nesta terça- -feira (25), a suspensão do início da cobrança de pedágio pela concessionária Eixo-SP, nas praças da rodovia Hermínio Petrin (SP-309) – Piracicaba a Charqueada, rodovia Geraldo de Barros (SP-304) – Piracicaba – São Pedro e na rodovia Carlos mauro (SP-191) – Ipeúna – Santa Maria da Serra.

De acordo com o parlamentar, a justificativa para o pedido se deve ao fato de um trecho de aproximadamente três quilômetros da Geraldo de Barros, em Piracicaba, não estar incluído ao programa de concessão feito pela Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo). Segundo Morais, o trecho não incluído e que, portanto, não receberá obras de melhorias, está localizado entre a empresa ArcelorMittal até a ponte do Rio Corumbataí. “Entendemos que a cobrança é indevida e que não atende ao objetivo do contrato tendo em vista que a obra não está concluída para a cobrança do serviço”, apontou o deputado acrescentando que a Artesp foi notificada da solicitação e deverá se manifestar.

O parlamentar citou que o trecho é usado por caminhões e que Piracicaba não pode ser prejudicada, por isso a importância da inspeção das obras e defesa das rodovias que interligam os municípios e servem para escoamento da produção agrícola, industriais e serviços. “Vamos seguir trabalhando para defender a Região de Piracicaba e promover a retomada do crescimento econômico”, afirmou. O deputado disse ser contrário à cobrança de pedágios e lembrou que, em 2018, o então governador em exercício, Márcio França afirmou que, se eleito, não permitiria pedágios. “Quem decide sobre instalação de pedágios é o Executivo e não os deputados”, afirmou. A concessionária Eixo-SP, que administra os trechos sob concessão, informou ontem que cabe à Artesp informar sobre o assunto. Por meio da assessoria de imprensa, a agência, informou que não tem conhecimento do teor do requerimento.

Beto Silva

[email protected]

Leia Mais:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

15 − 4 =