Deserto do Atacama: o oásis da América do Sul

A Laguna Miscanti é um encanto 24 horas por dia (Foto: Victor Lima)

Chile é um país recheado de histórias e diversas atrações turísticas únicas, que nenhum outro país da América do Sul consegue fazer igual. Uma dessas atrações fica na cidade de San Pedro de Calama, na região de Antofagasta, mais conhecido como o maravilhoso Deserto do Atacama. Com 105.000 km², é o segundo maior deserto do continente sul-americano (atrás apenas da Patagônia), e o local conta com diversas opções de passeios, contribuindo para que nenhum turista fique entediado em suas areias.

O Vale da Lua e sua fantástica paisagem (Foto: Javier Peleteiro)

A porta de entrada do deserto é o simpático povoado de San Pedro de Calama, com uma população de aproximadamente 5 mil habitantes, distante 1.550 km da capital Santiago. A rua principal da cidade é a Caracoles, repleta de bares, agências de turismo, restaurantes e lojinhas de artesanato. O centro também abriga o Museu Arqueológico Gustavo Le Paige, no qual conta a histórias dos atacamenhos com cerâmicas. As ruas são de terra batida, sendo que a maioria de seus pedestres são ecoturistas e aventureiros de diversos países.

Os visitantes do deserto ficam em San Pedro de Calama (Foto: Erick Tedesco)

Uma das atrações do Deserto são as lagunas (lagoas), um charme a parte no universo de areia que é o local. As principais são a Miscanti, que está a mais de 4.100 metros de altitude, contando com o encanto das águas calmas e reflexos na lagoa, assim como os vulcões complementando o cenário. A Meñique, que possui uma comunicação subterrânea com a vizinha Miscanti, é bem mais agradável quando tem poucas pessoas envolvidas. A Chaxa fica no Parque Nacional dos Flamingos, e além de ser uma experiência relaxante, é uma ótima opção para observar as diversas espécies de flamingos de penas rosadas. Por fim, tem a Cejar, que contém uma água com alta salinidade, deixando o corpo com mais facilidade para boiar.

Outro passeio imperdível para os visitantes da região é o Vale da Lua, região que fica na Cordilheira de Sal, distante 17 quilômetros de San Pedro de Atacama. Suas formações de areia, sal e rochas, esculpidas pela ação do vento e das águas, são impressionantes, propiciando aos visitantes um verdadeiro espetáculo da natureza, deste lugar que já foi o fundo do mar. Durante o passeio, estão incluídos caminhadas para apreciar a paisagem, mas há diversas áreas com restrição de acesso, pois a Nasa realiza estudos de uma bactéria que sobrevive neste inóspito terreno.

O Deserto do Atacama, o segundo maior deserto da América do Sul (Foto: Erick Tedesco)

Os visitantes que não gostam de acordar durante a madrugada para realizar alguns tipos de passeios terão a oportunidade de mudarem a sua visão com os Gêiseres do Tatio, que jorram vapor dágua, com atividade mais intensa nos primeiros minutos da manhã. A saída dos hotéis e resorts costumam acontecer antes das 5 horas, porém é um fenômeno natural que vale a pena perder algumas horas de sono.

Mauro Adamoli