Diego Souza marca duas vezes, Grêmio atropela o Vasco e assume quarto lugar

(Foto: Agência Brasil)
Por Fabio Hecico, especial para a AE

A Arena do Grêmio causa pesadelos no Vasco. Pela sexta vez na história os cariocas jogaram e perderam no estádio de Porto Alegre. Com show de Diego Souza, autor de dois gols, o time da casa ganhou fácil, por 4 a 0, subindo para a quarta colocação do Brasileirão.

Aproveitando a sua estatura, Diego Souza ganhou dos defensores pelo alto em seus dois gols. Chegou aos sete no Brasileirão, dividindo a artilharia do time com Pepê. Pinares anotou o seu e Lucas Silva fechou a goleada gremista.

Foi o sexto jogo sem vitória dos cariocas, o quarto seguido no Brasileirão. Já os gaúchos aumentam a invencibilidade para 16 partidas, nove no Nacional. O desempenho bom já faz o Grêmio sonhar em brigar pela taça. Na sua frente, apenas São Paulo, Atlético-MG e Flamengo, mas com um jogo a menos que o terceiro colocado.

Desgastado, o goleiro Vanderlei foi poupado por Renato Gaúcho. Jean Pyerre ficou no banco por causa das dores musculares. Kannemann está sendo preparado para voltar na Libertadores. O Grêmio enfrenta o Santos nas quartas de final, com o jogo de ida sendo na quarta-feira.

Com praticamente força máxima em campo, Renato Gaúcho “mandou o aviso” que vai dar atenção ao Brasileirão, também. Em anos anteriores, priorizou outras competições. Agora, tentará entrar na briga pelo topo e passar pelo Vasco era obrigação.

Escalou Pinares pela primeira vez entre os titulares e o trio ofensivo com Ferreira, Pepê e Diego Souza. Apito inicial e o time já partiu para cima. Pepê deu o primeiro susto no Vasco aos quatro minutos. Antecipou a marcação e desviou, mandando raspando a trave de Fernando Miguel.

O Grêmio adotava postura extremamente ofensiva. Pinares, em seu primeiro jogo como titular, Ferreira e Diego Souza desperdiçaram boas chances num bombardeio gaúcho. O Vasco resistiu até os 41 minutos. Renato Gaúcho cobrava jogadas aéreas do time e, ao ser atendido, viu o placar ser aberto. Pepê cobrou escanteio curto para Matheus Henrique. O volante cruzou na cabeça de Diego Souza O atacante ganhou de dois marcadores e abriu o placar. Comemorou com uma dancinha esquisita que justificou ser “coisa de casa”. Diego Souza já defendeu o Vasco e garantiu ter muito respeito pelos cariocas.

Ricardo Sá Pinto mudou o Vasco no intervalo disposto a buscar o empate. No primeiro lance da etapa, quase viu o prejuízo aumentar. Pepê ganhou na velocidade de Miranda e rolou para Ferreira perder gol feito.

A gana de gols que o Grêmio voltou para a etapa decisiva foi transformada em vantagem gigante com menos de 10 minutos. Aos 7, Victor Ferraz colocou na cabeça de Diego Souza. Aos 9, Pepê rolou e Pinares bateu colocado para abrir 3 a 0.

Totalmente perdidos, os vascaínos não mostravam reação. Queriam, apenas, evitar um vexame ainda maior. Pepê carimbou o travessão. Renato Gaúcho brincou com o atacante ao substituí-lo. No minuto final, Lucas Silva transformou o massacre em goleada. Agora o Grêmio recebe o Santos, seu último algoz, há 16 jogos.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 4 x 0 VASCO

GRÊMIO – Paulo Victor; Victor Ferraz, Pedro Geromel, David Braz e Diogo Barbosa; Matheus Henrique (Thaciano), Maicon (Darlan) e Pinares (Lucas Silva); Ferreira, Pepê (Robinho) e Diego Souza (Churín). Técnico – Renato Gaúcho.

VASCO – Fernando Miguel; Miranda, Marcelo Alves (Ribamar) e Leandro Castan (Ricardo Graça); Léo Matos, Marcos Júnior (Juninho), Léo Gil, Benítez e Neto Borges; Tales Magno (Tiago Reis) e Gustavo Torres (Carlinhos). Técnico – Ricardo Sá Pinto.

GOLS – Diego Souza, aos 41 minutos do primeiro tempo; Diego Souza, aos 7, Pinares, aos 9 e Lucas Silva, aos 47 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Diego Souza e Lucas Silva (Grêmio) e Léo Matos (Vasco).

ÁRBITRO – Raphael Claus (SP).

RENDA E PÚBLICO – Jogo disputado com portões fechados.

LOCAL – Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS).

Fonte: Agência Estado

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

5 + 7 =