Diretoria da CDL se reúne com prefeito para discutir estacionamento rotativo no Centro

Foto: Alessandro Maschio/JP

No encontro foram apresentadas sugestões e questionamentos à administração sobre o serviço

A diretoria da CDL (Câmara dos Dirigentes Lojistas) de Piracicaba se reuniu, nesta segunda-feira (25), com o prefeito Luciano Almeida (UB), a secretária Jane Oliveira, da Semuttran – Secretaria Mobilidade Urbana, Trânsito e Transporte – e o secretário de Governo Carlos Beltrame. A cobrança do estacionamento rotativo no Centro da cidade foi a pauta da reunião. De acordo com Reinaldo Pousa, foram levadas sugestões e questionamentos à administração em relação à zona azul, cujo contrato com a empresa terceirizada chegou ao fim.

“Nós apresentamos ao prefeito a preocupação dos comerciantes em não perder a rotatividade nas vagas, que é de grande importância para o comércio”, afirmou. Os dirigentes também solicitaram ao prefeito e secretários que haja uma mudança no contrato com a empresa licitada a fim de aumentar de dez, para 15 minutos, o tempo de tolerância para que o consumidor providencia o tíquete do estacionamento. “Em 15 minutos há tempo de o consumidor fazer uma compra rápida e manter a rotatividade das vagas”, afirmou. Pousa disse que foram discutidas mais opções de pagamento do serviço, por meio de Pix e app, evitando a dificuldade de o consumidor conseguir moedas para faze RO pagamento nos terminais.

Outro assunto abordado no encontro foi a possibilidade de um repasse da empresa terceirizada para custear os gastos com decoração dos corredores comerciais e de alguns bairros durante o fim de ano. “Isso era algo que foi feito há 20 anos e dava muito certo”, destacou Pousa.

Segundo o presidente o prefeitos e secretários receberam as demandas de uma forma positiva. “O prefeito aceitou muito bem as nossas ideias”, observou.

Na semana passada, o Ministério Público do Estado de São Paulo recorreu da decisão judicial que determinou a prorrogação, por prazo indeterminado, do contrato de concessão para exploração da Zona Azul na cidade. No dia 8 (a prefeitura anunciou a suspensão da cobrança do estacionamento rotativo, a partir da segunda-feira (11). Na terça-feira (12), no entanto, o juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública de Piracicaba, Wander Pereira Rossette Jr. determinou o retorno da cobrança por tempo indeterminado, até a conclusão do processo licitatório.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

três × um =