Disputa acirrada no mercado: como evitar os erros mais comuns durante seleção para vaga de trainee

Foto: Freepik

Confira quais os deslizes que mais eliminam candidatos durante as três etapas dos processos seletivos

Com programas cada vez mais concorridos, quem deseja garantir uma vaga de trainee precisa se sair bem nas etapas de seleção para se destacar diante das dezenas de milhares de candidatos.

Os processos de seleção de trainees das principais empresas do País, são divididos em três fases, geralmente. A primeira é a etapa das inscrições, seguida da fase dos testes online. Por último, são feitas as atividades e entrevistas presenciais.

Em cada uma delas a disputa é acirrada e muitos jovens aspirantes a trainee cometem erros e vão ficando pelo caminho. Confira a lista:

NÃO PRESTAR ATENÇÃO NOS REQUISITOS
Quando são divulgados, os programas de trainee apresentam uma lista dos pré-requisitos para participar. Cursos, ano de conclusão da graduação, disponibilidade para viagens, nível de inglês ou outros idiomas e conhecimentos de informática são os mais recorrentes. Mas muitos candidatos, no afã de participar do maior número possível de processos seletivos, não se atentam a isso.

FAZER A INSCRIÇÃO DE ÚLTIMA HORA
Inscrever-se nos últimos minutos do último dia tem muitas desvantagens e pode ser a razão por que muitos jovens ficam de fora. “Ele pode não conseguir preencher corretamente a ficha. Pode encontrar dificuldades e não terá tempo de tirar as dúvidas”, diz Felicia Duarte, gerente de projetos. O risco, na opinião dela, são os erros na ficha de inscrição. “Por falta de tempo, deixam escapar erros de português, perdem a objetividade e não preenchem todos os dados pedidos”, diz Fernanda Abreu, diretora de Pessoas, Projetos e Gestão.

BURLAR OS TESTES
Nesta etapa de testes online, candidatos podem fazer as provas e responder as perguntas solicitadas do conforto de casa. Essa facilidade, no entanto, pode levar alguns a tentarem burlar os testes. O risco de fraudar um teste online é não se sustentar na fase presencial. “Essas competências serão checadas nas próximas etapas”, diz Felicia.

NÃO PESQUISAR SOBRE A EMPRESA
Chegar despreparado a esta fase de seleção é um deslize clássico. “Imagine que é uma empresa alemã, mais tradicional e o candidato chega para se apresentar de uma forma mais descontraída”, diz Felicia. Não saber sobre a atuação da empresa e a sua cultura corporativa certamente faz com que o candidato perca pontos com a equipe que realiza a seleção. “Demonstra falta de interesse e de identificação de valores com a empresa”, diz Fernanda.

Laís Seguin
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

3 × 2 =