Do impresso ao digital, são 121 anos de publicações ininterruptas

Foto: Arquivo JP

Na vida do piracicabano há mais de um século, JP noticia e documenta os fatos de Piracicaba há 121 anos

Em 121 anos muita coisa mudou na comunicação social. Com isso, a missão dos jornais de manter a credibilidade e a responsabilidade com o leitor e, ao mesmo tempo, atender a necessidade de inovar para se manter indispensável em um mundo cada dia mais digital, se torna um desafio diário. Tem sido assim para o Jornal de Piracicaba, um dos poucos jornais centenários do País e que atua de forma ininterrupta nesses 121 anos completados hoje, 4 de agosto.

Nesse sentido, o crescimento em audiência digital experimentado nos últimos anos tem sido significativo, como aponta o diretor de publicidade, Alex Rodrigues. Segundo ele, mesmo os leitores mais tradicionais, que não abrem mão do jornal impresso, têm optado pela assinatura integrada, com a versão digital distribuída pelo WhatsApp.

“Os canais digitais nos permitem ficar ainda mais próximo de nossos leitores e assinantes. Estamos presentes nas principais redes sociais com o “@jpjornal”. São cerca de 350 postagens semanais de notícias para mais de 150 mil seguidores”, contabiliza.

No portal de notícias, são mais 600 mil visualizações de páginas mensais. Essa audiência, segundo Alex, gera milhares de interações diárias, entre comentários e compartilhamentos. “É possível avaliar em tempo real a repercussão dos fatos e atender a muitas demandas da população de forma mais dinâmica”, aponta.

“Há ainda muito mais trabalho pela frente. Necessitamos acompanhar a evolução dos nossos leitores, estando presentes em todos os canais onde a notícia possa ser entregue, seja no jornal impresso, nos vídeos da TV JP, em posts, stories ou tweets”, acrescenta o diretor.

Fundado por Manoel Buarque de Macedo e por Alberto da Cunha Horta, em 4 de agosto de 1900, o JP tinha por objetivo ser independente e cheio de vivacidade. Hoje, aos 121 anos, ele é sinônimo da história da cidade, um narrador do desenvolvimento de Piracicaba. A partir de 1939 o Jornal de Piracicaba ganha um novo capítulo em sua história com a aquisição do periódico por José Rosário Losso, família que está à frente do matutino até hoje.

Mas o que move o leitor a procurar um jornal de 121 anos para ler? Para o diretor do Jornal de Piracicaba, Marcelo Batuíra Losso Pedroso, a resposta é simples. Segundo ele, não é apenas a última notícia da cidade, pois esta já está em toda parte; é a credibilidade desses 121 anos em dar a informação mais próxima possível da realidade dos fatos.

“É muito genérico dizermos que tanto o nosso leitor de 1901 quanto o de 2021 esteja interessado em informações atualizadas sobre sua cidade.O leitor de 1901 já não existe mais. E o leitor de 2021 está lendo o jornal hoje. E é este que importa”, destaca.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

um × três =