Efetivo diminui e greve dos Correios atrasa entregas

(Foto: Claudinho Coradini/JP)

Há 19 dias em greve, os funcionários dos Correios ainda estão longe de chegar a um denominador com a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. De acordo com o Sintectca (Sindicato dos Trabalhadores em Correios de Campinas e Região), o movimento ganhou força nesta semana, no entanto, um dos representes da entidade, Mauro Aparecido Ramos, apenas disse que cerca ainda buscam retirar mais 13% do efetivo nas agências.

Na quarta-feira (2) à noite, a ministra Kátia Arruda, do TST (Tribunal Superior do Trabalho), deferiu parcialmente uma liminar ingressada pelos Correios para que a greve dos trabalhadores fosse considerada abusiva. A magistrada deferiu parcialmente a liminar e determinou que seja mantido o contingenciamento mínimo de 70% dos funcionários.

O sindicalista afirma que o Sintectca não acatará a liminar. “A empresa disse apenas 17% dos trabalhadores estavam parados. Nosso objetivo é retirar mais trabalhadores, enfatiza Ramos. Ontem, o JP recebeu uma denúncia de Jonathan Felipe Pivetta, que reclama da demora para receber a encomenda.

A peça de carro, um pedido para atender um cliente está atrasada desde 28 de agosto. De acordo com os comprovantes, o Correios, após não cumprir a entrega, deu um novo prazo, que expira hoje. “E a fila nos Correios dobra o quarteirão. Trabalho e não posso perder tanto tempo na fila”.

Segundo os Correios, a adesão da greve é “baixa”. “A empresa aguarda o retorno dos trabalhadores que aderiram à paralisação parcial o quanto antes, cientes de sua responsabilidade para com a população”, responderam em nota.

Erick Tedesco

9 COMMENTS

  1. Como que a adesão é baixa. Tenho 4 PAC parado há 15 dias. Sem previsão.
    Eles informam no CDD Cidade Alta que só tem 5 funcionários. O restante está em casa de greve

  2. Esses grevistas depois voltam ao trabalho e não terão os salários descontados. Foram à praia, descansaram e os que não fizeram greve, trabalharam feito cão e não ganham nada a mais. Isso que é vida boa, 2 férias por ano.

  3. Total absurdo essa greve nos correios.
    Comprei medicamentos a 15 dias e não recebo. Sou do grupo de risco e idosa preciso dos medicamentos. É REMÉDIO É REMÉDIO e mesmo assim eles não tem consideração em entregar. Nem é mais a falta de respeito é a falta de vergonha na cara. Em plena pandemia. Mandem embora esse monte de gente e contratem outros pq ta cheio de gente desempregada buscando emprego. Se estão fazendo greve greve na atual situação com certeza não estão necessitados de salário.

  4. Precisa privatizar tudo , quero ver essa farra se isso acontecer, aí será mais simples, manda embora quem não quer trabalhar e contrata outro , pois tem bastante desempregado querendo essas vagas.

  5. Que vergonha ñ devem pagar esses funcionários desconfo para população tem que mandar passear e contratar outros que queiram trabalhar

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

16 + quatro =